Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99659-5905

UNIGRAN abre vagas para profissionais do ramo alimentício

30 maio 2011 - 07h52

A manipulação dos alimentos afeta diretamente na qualidade da alimentação. Para explicar sobre a importância de manusear corretamente os alimentos, o curso de Nutrição da UNIGRAN realiza uma capacitação para aqueles que manipulam alimentos. As inscrições devem ser feitas na coordenação de Nutrição, localizada no Bloco III da Instituição. Não há custo para o curso, mas as vagas são limitadas.

Entre as pessoas que podem se inscrever na capacitação estão as que trabalham em restaurantes, cantinas, lanchonetes, quiosques e em todos os outros estabelecimentos que fornecem alimentos.

A coordenadora de Nutrição, Rita de Cássia Mendes, fala dos riscos que a contaminação do alimento, que foi manipulado erroneamente, pode trazer à saúde. “Quando a gente fala em contaminação alimentar, devemos nos lembrar das DTA, que são as doenças transmitidas pelo alimento, às vezes as pessoas simplificam achando que é uma simples diarréia, mas dependendo do tipo do microorganismo pode levar até a morte da pessoa”, aponta.

A nutricionista explica, ainda, que a contaminação pode ser biológica, física ou química. “A física é quando se encontra no alimento objetos como plástico ou cabelo. A contaminação química é quando o alimento entra em contato com algum produto químico, podendo levar o consumidor a uma intoxicação e a biológica é por algum microorganismo”, explica Rita.

Para a acadêmica Eliane Clara, do 5° semestre de Nutrição, que está envolvida na orientação dos manipuladores de alimento, essa é uma oportunidade de ensinar e de aprender na prática o que foi visto nas aulas. “Com a conscientização as pessoas vão consumir alimentos livres de qualquer tipo de doença e contaminação, já que as pessoas que estão fornecendo os alimentos estarão mais capacitadas”, afirma a aluna.

A coordenadora conta também que a capacitação ensinará outras técnicas como, por exemplo, a “técnica de armazenamento, o controle de tempo e temperatura, o risco do reaproveitamento, então, além da parte da higiene, serão trabalhadas as técnicas que garantem um alimento seguro”, conclui. Quem quiser obter mais informações deve entrar em contato por meio de telefone (67) 3411 – 4164.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INFORME PUBLICITÁRIO
Construção sustentável: O método mais econômico e ecológico para ter a sua casa própria
ESTUDO
Modelo matemático mostra possível colapso do sistema de saúde em MS em julho
PANDEMIA
Novo epicentro, Dourados é a cidade com mais casos de coronavírus em MS
TRÁFICO
Perseguição termina com quase 1t de maconha apreendida
DOURADOS
Por amor, homem corta tornozeleira para voltar para o namorado na PED
DOURADOS
Cobertura vacinal contra a gripe está abaixo de 50% entre indígenas, gestantes e puérperas
DOURADOS
Após duas confirmações de Covid-19, vereadores serão testados na quinta
PANDEMIA
Enquanto casos de coronavírus continuam aumentando, taxa de isolamento despenca em Dourados
AGROTÓXICOS
Município da Grande Dourados deve explicar ao STF lei que proíbe pulverização aérea
É LEI
Procon deve fiscalizar validade de produtos alimentícios em promoção

Mais Lidas

DOURADOS
HU emite nota de esclarecimento sobre atendimento de mulher que morreu com Covid-19
PANDEMIA
Com mais 27 casos, Dourados ultrapassa 300 confirmações de coronavírus
PANDEMIA
Dourados registra mais 19 casos de coronavírus em 24 horas
6ª VARA CÍVEL
Empresário vai à Justiça contra toque de recolher em Dourados