Menu
Busca quarta, 16 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

"Um lobisomen americano em Londres" é atração de hoje do Cineclube

11 agosto 2018 - 09h45

A programação para agosto celebra o mês do cachorro louco com a exibição de filmes marcantes sobre lobisomens. O primeiro será “Um Lobisomem Americano em Londres” (John Landis, 1981), neste sábado, 11 de agosto, às 17h, no cineauditório da Unidade 1 (Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso).
 
David Kessler (David Naughton) e Jack Goodman (Griffin Dunne) são colegas de colégio, que vieram dos Estados Unidos para conhecer a Inglaterra. Pedindo carona nas estradas, eles chegam a uma pequena cidade. Lá vão ao bar, sendo friamente recepcionados pelos moradores locais. A situação piora ainda mais quando Jack pergunta o porquê do local ter velas e um pentágono na parede. Ao deixar o local, eles caminham por uma estrada deserta e enevoada. Logo percebem que um animal está cercando-os. Jack é então atacado por um enorme lobisomem, tendo seu corpo dilacerado. David foge, mas é também atacado. Ele fica apenas com cortes no rosto e nos ombros, o suficiente para que se transforme em um lobisomem.
 
Escrito e dirigido por John Landis, “Um Lobisomem Americano em Londres” é um filme britânico-estadunidense de 1981 dos gêneros horror e humor negro. Venceu o Oscar de melhor maquiagem e o prêmio Saturn Award, como melhor filme de horror de 1981. Depois de anos o filme continua com fãs, que o consideram um "cult" clássico.
 
Dando sequência à programação, em 18 de agosto será apresentado o filme brasileiro “O Coronel e o Lobisomem” (Maurício Farias, 2005) e em 25 de agosto o filme Lobo (Mike Nichols, 1994).
 
INSCRIÇÕES

Para inscrever-se no Cineclube basta enviar nome completo e telefone para o e-mail cineclube@ufgd.edu.br. O certificado será emitido para quem estiver nas sessões de 11 de agosto a 15 de dezembro, totalizando carga horária de 30 horas. A exibição e debate de filmes ocorrem sempre aos sábados, às 17h, no auditório da Unidade 1, localizada na Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso.
 
O período de inscrição é feito para conquistar pessoas que pretendem vir com maior frequência na programação. No entanto, qualquer pessoa pode participar das sessões esporadicamente, sem necessidade de inscrição, já que elas são abertas ao público.
 
O Cineclube busca ampliar a oferta de sala de cinema para a divulgação da produção local, nacional e latino-americana e é um projeto de extensão aberto a parcerias com outras entidades, organizações e movimentos com propósitos em comum.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Paloma Bernardi faz passeio relaxante e impressiona com barriga negativa
SÃO GABRIEL
Trio que matou e deixou corpo de rival amarrado é condenado a 44 anos
DELAÇÂO
STF abre investigação contra políticos na Operação Carne Fraca
BATAYPORÃ
Traficante é autuado em R$ 5 mil por manter papagaio em gaiola
POLÍTICA
Bolsonaro vai analisar opções para Previdência durante viagem a Davos
RIO DE JANEIRO
Morre aos 72 anos, a cantora Edyr de Castro, uma das Frenéticas
CRIME AMBIENTAL
Agricultor é multado em R$ 10 mil por poluição em uso de agrotóxicos
REDE
UEMS adquire novo servidor para fortalecimento da Educação a Distância
PARAGUAI
Dupla é presa com mais de R$ 100 mil em eletrônicos contrabandeados
COXIM
Governo do Estado repassa R$ 804 mil para Hospital da região norte

Mais Lidas

GRUPOS RIVAIS
Interno do semiaberto de Dourados é morto em briga de facções
POLÍCIA
Motorista que morreu em acidente na BR-163 tinha 28 anos
BR-163
Acidente que matou motorista de ônibus deixou outros cinco feridos
DOURADOS
Délia exonera secretário e coloca interina na Agricultura Familiar