Menu
Busca sexta, 22 de março de 2019
(67) 9860-3221
RESSOCIALIZAÇÃO

Trabalho agrícola amplia aprendizado a internos de Dourados e garante mais alimentos a famílias carentes

13 janeiro 2019 - 16h36

As atividades laborais na área agrícola desenvolvidas no Estabelecimento Penal Masculino de Regime Semiaberto de Dourados foram ampliadas e agora possibilitam maiores oportunidades de ocupação produtiva aos internos. Além da aprendizagem de um ofício aos detentos, a iniciativa também possibilita mais variedades de alimentos doados a famílias carentes da cidade.

O trabalho integra um projeto promovido pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) em apoio a ações sociais da Prefeitura de Dourados, com a doação de verduras cultivadas no presídio para o Banco de Alimentos da cidade.

Além do aumento na variedade de hortaliças plantadas – que já envolve alface, couve, repolho, salsinha, cebolinha, coentro, entre outros – os reeducandos também estão atuando na plantação de pimentão, berinjela e cucurbitáceas, como melancia, melão e abóbora. O cultivo teve início em novembro e a previsão é que a colheita aconteça entre o final de fevereiro e início de março.

Para os novos trabalhos, a área de plantio ganhou mais dois hectares e o número de reeducandos envolvidos com o cultivo já triplicou, passando dos 12 internos que trabalhavam no início do projeto para os atuais 36 trabalhadores.

Os detentos atuam desde a capinagem na área, cultivo de mudas em viveiro, plantio, adubação e colheita. Em retribuição pelo trabalho suado e que beneficia a comunidade carente, os internos envolvidos garantem diminuição de um dia na pena a cada três de serviços prestados, conforme preconiza a Lei de Execução Penal.

Doutor em Biologia e um dos idealizadores do projeto de horticultura no presídio, o diretor da unidade, agente José Nicácio do Nascimento, destaca que o objetivo é assegurar mais frentes de ocupação produtiva aos internos ao mesmo tempo em que ampliam suas possibilidades de aprendizado profissional na área.

“O plantio e cultivo das cucurbitáceas é diferente das hortaliças, e garante mais possibilidades de plantio o ano inteiro, representando um trabalho que o interno pode atuar quando terminar de cumprir sua pena, se enquadrando inclusive no programa de Agricultura Familiar do Governo Federal”, comenta o dirigente. “Ou seja, é uma variedade de aprendizado para os que quiserem abraçar a área como uma profissão para o futuro”.

Segundo o diretor, a intenção é que mais variedades sejam plantadas em breve, agregando ainda mais conhecimento aos participantes. “Nossa intenção agora é iniciarmos o cultivo de abacaxi como próximo passo”, informa, destacando que é uma fruta que rende boas colheitas no ano.

Lançado em agosto de 2017, com assinatura de convênio entre a Agepen e a Prefeitura Municipal de Dourados, o projeto de agricultura orgânica no semiaberto masculino de Dourados foi elaborado pelo diretor José Nicácio do Nascimento em conjunto com a assistente social da Agepen, Gislaine de Souza Fonseca Schveiger, com o apoio técnico dos engenheiros agrônomos Rodrigo Alves Cordeiro e José Joaquim de Souza, e do tecnólogo em Agronomia Marcus Vinicius Figueiredo Neias Almeida.

Para o desenvolvimento do projeto, a Agepen, por meio do presídio, oferece insumos para o plantio na horta, realiza a seleção dos custodiados e coordena as atividades. Já a Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Semafes) disponibiliza os maquinários e a orientação necessária para a produção na horta.

A ideia dessa iniciativa surgiu com um acordo integrado entre o Poder Judiciário, a Prefeitura e a direção do presídio para ocupar a área que estava ociosa da unidade penal e, para que o projeto se concretizasse, o local foi estudado por agrônomos e nutricionistas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Camila Alves resgata foto com barriga chapada e diz: "antes das crianças"
AMAMBAI
Homem de 43 anos morre após sofrer mal súbito no local de trabalho
ECONOMIA
Conta de luz pode ter aumento de 15% a partir de abril em MS
JUDICIÁRIO
STF adia julgamento sobre compartilhamento de dados da Receita
CRIME AMBIENTAL
Paulistas são multados em R$ 2,5 mil por transportar pescado ilegal
CAPITAL
Com dores e febril após parto, mulher expele pano durante o banho
LEÃO
Receita recebe quase 5 milhões de declarações do IR em duas semanas
CORUMBÁ
Pai e 2 filhos são presos ao manter depósito de combustível no quintal
CONCURSO
Governo abre seleção profissionais para gestão de recursos hídricos
SAÚDE
STJ autoriza João de Deus a deixar prisão para tratamento médico

Mais Lidas

DOURADOS
Tripla colisão deixa dois feridos em cruzamento movimentado
DOURADOS
Universitária morre no HV quatro dias após acidente de moto
RIO BRILHANTE
Dono de oficina baleado pela manhã morre no Hospital da Vida
OPERAÇÃO PREGÃO
Investigações apontam assinatura de morta em contrato de empresa de refrigeração com prefeitura