Menu
Busca domingo, 18 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

“Tenho total desconhecimento desse pedido”, diz Junior sobre cassação

20 maio 2019 - 18h05Por Adriano Moretto e Gizele Almeida

O vereador Junior Rodrigues (PR) disse desconhecer o que motivou, por parte da advogada e ex-vereadora Virgínia Marta Magrini, o pedido de cassação do mandato do parlamentar por crime de responsabilidade político-administrativo. 

Ela embasa o documento com dados da CGU (Controladoria-Geral da União), relatando sobre uma possível ligação entre o ex-líder da prefeita Délia Razuk (PR) e a empresa Global Serv Prestadora de Serviços, na prestação de serviços de lavanderia junto a Funsaud (Fundação de Saúde de Dourados), que administra o Hospital da Vida e a UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

Conforme Júnior, a defesa já está analisando o caso. “Desconheço os motivos, já passei para os meus advogados. Tenho total desconhecimento desses fatos e vamos tomar as atitudes que precisam ser tomadas”, relatou ao Dourados News no final da tarde desta segunda-feira (20/5).

O parlamentar disse ainda que aguardará o rito do processo pela Câmara e, caso não seja provado o envolvimento dele nas acusações, a autora da denúncia terá que ‘pagar’.

“Sei que existe algumas falácias a respeito do meu nome. Agora, daqui para frente, depende da posição da Casa. Se for provado que eu desviei dinheiro, é crime e tenho que pagar por ele. Não podemos viver em cima de contos, histórias. Se eu peguei o dinheiro ele tem que estar em algum lugar. Se ela [Virgínia Magrini] estiver com a razão, eu pagarei pelo que eu fiz, mas, se ela não estiver na razão, ela também vai ter que pagar pelas coisas que fala e assina”, pontuou. 

Denúncia

Documento protocolado no final da manhã desta segunda-feira pede a cassação do vereador Junior Rodrigues.

De acordo com o documento a qual o Dourados News teve acesso, a denunciante diz que ‘há fortes indícios de que exista uma verdadeira troca de favores neste relacionamento entre a atual gestora e seu líder na Câmara até dezembro de 2018’. 

Ela embasa a denúncia em relatos recentes da CGU (Controladoria-Geral da União), apontando para uma possível ligação entre o parlamentar e a empresa Global Serv Prestadora de Serviços, na prestação de serviços de lavanderia junto a Funsaud (Fundação de Saúde de Dourados), que administra o Hospital da Vida e a UPA (Unidade de Pronto Atendimento)

São pelo menos três contratos firmados, dois com dispensa de licitação e outro um pregão com suspeita de ter sido manipulado. Em todos os casos a Controladoria aponta para indícios de superfaturamento. 

Os integrantes da empresa contratada pela Funsaud, seriam ex-servidores lotados no gabinete do vereador e outra pessoa que trabalhou na campanha eleitoral de Júnior Rodrigues.

“Desta forma, resta comprovado, o favorecimento da empresa Bataline, que firmou duas dispensas de licitação indevidas e um pregão com indícios de manipulação com a prefeitura Municipal, graças ao bom trânsito (troca de favores) do líder vereador Júnior Rodrigues com a prefeita Délia Godoy Razuk”, finaliza o pedido. 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Veículo pega fogo e fica totalmente destruído em acidente, na MS-276
MS
Motorista embriagado abandona carro no meio da rua com celular e pistola dentro
CULTURA
III Festival da Canção da UEMS será neste domingo em Dourados
BRASIL
Maior rendimento do FGTS exige atenção na hora do saque
CAMPO GRANDE
Motociclista morre após avançar via preferencial
MS
“Operação Divisa Segura VII” prende foragido da polícia
MS
Criminoso foge e polícia apreende carro “recheado” de maconha
POLÍTICA
Morre, aos 96 anos, o ex-ministro Roberto Herbster Gusmão
CAMPO GRANDE
Mulher tem veículo incendiado ao deixá-lo estacionado na rua
ESPORTES
Audax recebe Avaí/Kindermann pelas quartas de final do Brasileiro Feminino

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente com morte pode ter ocorrido após motociclista ser fechado por carro
BR-163
Passageira morre após homem colidir moto contra placa de sinalização em Dourados
DOURADOS
Homem fica ferido após estouro de equipamento na Cabeceira Alegre
POLÍTICA
PSL lança nome para Prefeitura de Dourados e senadora descarta aliança com tucanos