Menu
Busca quinta, 21 de março de 2019
(67) 9860-3221
JUDICIÁRIO

STJ concede habeas corpus a Denize e empresário

15 março 2019 - 20h20Por Da Redação

O ministro Sebastião Reis Júnior, relator da Sexta Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça), concedeu nesta sexta-feira, dia 15 de março, habeas corpus para o empresário Messias José de Souza, preso na Operação Pregão.

A vereadora afastada Denize Portollan também foi beneficiada.

Messias dono da empresa Douraser Prestadora de Serviços de Limpeza e Conservação, está preso desde o dia 31 de outubro do ano passado, a exemplo de Denize.

No caso de Messias, de acordo com Escritório Azuma Brito Dehn Advocacia, que cuida de sua defesa, o alvará de soltura já foi expedido pelo juiz da 1º Vara de Dourados, mas devido ao adiantado da hora, a liberdade deve ser concedida somente neste sábado, dia 16 de março.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Tesouro anuncia captação de recursos no exterior
POLÍCIA
Operação prende viúva acusada de planejar morte de empresário em Ivinhema
SAÚDE PÚBLICA
Governo põe em dia salários de trabalhadores do Hospital Regional de Ponta Porã
TRAGÉDIA
Dois alunos de escola em Suzano permanecem internados em São Paulo
DOURADOS
Tripla colisão deixa dois feridos em cruzamento movimentado
SOLIDARIEDADE
Contribuintes podem destinar parte do IR para casas de acolhimento infantil em Dourados
OPERAÇÃO PREGÃO
Investigações apontam assinatura de morta em contrato de empresa de refrigeração com prefeitura
CHUVARADA
Imasul emite alerta de possibilidade de inundação no rio Miranda
RIO BRILHANTE
Dono de oficina é baleado com tiros de pistola
FAMOSOS
Luana Piovani esclarece separação com Scooby: "Nossas vontades estão distintas"

Mais Lidas

PREJUÍZO
Chuva forte derruba árvores e deixa ruas alagadas em Dourados
IMPETUS
“Central de inteligência” do PCC que planejava matar servidores de MS é desarticulada na PED
PONTA PORÃ
Chuva forte causa transtornos e casal cai de moto em meio a enxurrada; veja vídeo
DOURADOS
Defesa Civil mantém alerta com “chuvarada” que deve continuar na região