Menu
Busca quinta, 21 de março de 2019
(67) 9860-3221
SAÚDE

Sobe para 20 o número de cidades com alta incidência de dengue em MS

14 março 2019 - 17h50Por Gizele Almeida

São 20 cidades com alta incidência de dengue em Mato Grosso do Sul. Os dados foram divulgados pelo boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Mato Grosso do Sul), na tarde desta quinta-feira (14). Na semana anterior, o total era de 15, conforme pesquisa até o dia (06).

É considerada “alta incidência” quando se tem acima de 300 casos notificados da doença por 100 mil habitantes.

Estão inclusas nesta condição no Estado, as cidades de Figueirão, Três Lagoas, Sidrolândia, Vicentina, Camapuã, Água Clara, Corguinho, Selvíria, Rochedo, Aparecida do Taboado, Campo Grande, Mundo Novo, Coxim, Itaporã, São Gabriel do Oeste, Anaurilândia, Aral Moreira, Ribas do Rio Pardo, Brasilândia e Fátima do Sul. 

O número de casos notificados da doença subiu consideravelmente no Estado. Na semana anterior, o total era de 9.684 casos e atualmente é de 11.130, ou seja, aumento de 15% em média. 

Os casos confirmados de dengue aumentaram cerca de 20% no Estado. Em uma semana, o número passou de 3.592 casos para 4.309 casos. 

A maioria destes se concentra em Campo Grande, sendo 3056 no total. Na sequência Três Lagoas registra 689 casos. Dourados possui 126 casos confirmados. 

São três óbitos registrados pela doença, até o momento, em 2019, no Estado. Destes dois foram registrados em Três Lagoas e um em Campo Grande. 

Dourados 

O maior município do interior do Estado possui média incidência da doença. O número de casos notificados é de 301. 

Conforme a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses, Rosana Alexandre da Silva, os bairros com maior incidência da doença em Dourados são o Parque das Nações I e II, 4° Plano, Jardim Guaicurus e a aldeia Jaguapiru. 

Ela destaca que os agentes estão constantemente “de casa em casa” e ressalta os cuidados a serem tomados pelos moradores contra a reprodução do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. 

“Vale ressaltar que além dos bairros citados, nos outros pontos todos já ouviram falar de algum caso. Então temos que fazer o dever de casa para os cidadãos que é evitar acumulo de lixo, água parada, roçar os terrenos regularmente. O CCZ tem feito sua parte e todos precisamos fazer enquanto população”, ressaltou. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Tesouro anuncia captação de recursos no exterior
POLÍCIA
Operação prende viúva acusada de planejar morte de empresário em Ivinhema
SAÚDE PÚBLICA
Governo põe em dia salários de trabalhadores do Hospital Regional de Ponta Porã
TRAGÉDIA
Dois alunos de escola em Suzano permanecem internados em São Paulo
DOURADOS
Tripla colisão deixa dois feridos em cruzamento movimentado
SOLIDARIEDADE
Contribuintes podem destinar parte do IR para casas de acolhimento infantil em Dourados
OPERAÇÃO PREGÃO
Investigações apontam assinatura de morta em contrato de empresa de refrigeração com prefeitura
CHUVARADA
Imasul emite alerta de possibilidade de inundação no rio Miranda
RIO BRILHANTE
Dono de oficina é baleado com tiros de pistola
FAMOSOS
Luana Piovani esclarece separação com Scooby: "Nossas vontades estão distintas"

Mais Lidas

PREJUÍZO
Chuva forte derruba árvores e deixa ruas alagadas em Dourados
IMPETUS
“Central de inteligência” do PCC que planejava matar servidores de MS é desarticulada na PED
PONTA PORÃ
Chuva forte causa transtornos e casal cai de moto em meio a enxurrada; veja vídeo
DOURADOS
Defesa Civil mantém alerta com “chuvarada” que deve continuar na região