Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Semsur limpa terreno que virou lixão e pede bom senso à população

28 novembro 2012 - 20h30

Mais uma vez a Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) está limpando a área próxima ao Parque Ambiental Rego D’Água Primo Fioravante Vicente, em frente ao Brasil 500. A área doada ao Estado para a construção de uma escola técnica é usada diariamente pela população para descarte de lixo. Segundo o secretário de Serviços Urbanos Luis Roberto Martins, a população deve usar os ecopontos existentes na cidade e evitar de jogar lixo onde é proibido.



“Dourados possui três áreas de ecoponto destinadas ao depósito de galhos provenientes de poda, tem coleta de lixo, tem aterro sanitário e ainda empresa responsável pela destinação de resíduos perigosos. Mesmo assim muitas pessoas continuam usando áreas urbanas inadequadas para depositar todo e qualquer tipo de lixo. O que resta é pedirmos bom senso aos cidadãos”, disse o secretário.



A Semsur reforça que a área em frente ao Parque Rego D’Água não é um dos pontos de descarte de lixo.



Os ecopontos para depósito de galhos ficam Rua Honduras, no Parque das Nações I (Viveiro de Mudas), às margens da Via Parque na região do Jardim Clímax e no Jardim Novo Horizonte, na rua Lindalva Marques Ferreira. Uma quarta área está sendo instalada na região do trevo da Coronel Ponciano com a BR-163.



O secretário afirmou que a solução definitiva para o problema no Parque Rego D’Água será a construção da escola técnica. “Só assim as pessoas deixarão de usar a área como lixão”, afirmou ele, lembrando que antes de a área ser doada, havia a intenção de fazer licitação para cercar o terreno. “Depois que foi doado ficou inviável”.



O local tem uma placa avisando ser proibido jogar lixo, mas muitas pessoas, inclusive carroceiros, continuam jogando todo tipo de material no terreno. Por várias vezes a Rua Salviano Pedroso, antiga W-13, fica interditada pelo lixo.



Em Dourados, o Imam (Instituto Municipal de Meio Ambiente) é responsável pela fiscalização. A secretária de Meio Ambiente Valdenise Carbonari alerta a população sobre a legislação e a punição para quem for pego depositando lixo em locais inadequados. As multas variam de R$ 400 a R$ 40 mil, dependendo do local de depósito inadequado e do tipo de lixo.



“O douradense precisa entender que é responsável pelo próprio lixo. Não pode transferir isso ao vizinho quando sai do seu bairro e joga lixo no outro bairro. Temos os ecopontos e a coleta. Basta agora bom senso”, afirmou a secretária.



DESTINAÇÃO

Os chamados ecopontos ainda funcionam de maneira improvisada, mas são áreas de propriedade da prefeitura para receber galhos de podas de árvores.



Já o lixo orgânico deve ter destinação diferenciada. Conforme o secretário Luis Roberto, qualquer lixo que seja enquadrado como orgânico deve ser ensacado e destinado à coleta de lixo, serviço feito por uma empresa contratada pela prefeitura.



Esses resíduos são levados ao aterro sanitário, cuja entrada só é permitida a caminhões autorizados. “É inadmissível que o cidadão que tem coleta na sua rua jogue lixo em terrenos baldios inapropriados”, afirmou o secretário.



Valdenise Carbonari ainda ressaltou que está em fase de licença a instalação de uma empresa destinada a reaproveitar lixo proveniente de construção civil. “Vai ser mais um importante passo”, disse ela.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Pan-Pacífico de natação é adiado de 2022 para 2026
TRÁFICO
Jovem contrata motorista de aplicativo para transportar droga e é flagrada pela polícia
NAVIRAÍ
Polícia prende agricultor com espingarda de caça
PANDEMIA
Servidora da Câmara Municipal de Dourados testa positivo para coronavírus
TRÁFICO
Homem é preso com droga em compartimento falso da caminhonete
PANDEMIA
Coronavírus gera 20ª morte em Mato Grosso do Sul
DOURADOS
Jovem é preso com arma com numeração raspada
TRÁFICO
Casal é preso na tentativa de levar mais de 150 kg de droga para MG
DOURADOS
Temperatura permanece amena neste domingo
LOTERIA
Mega-Sena, concurso 2.266: ninguém acerta as seis dezenas, e prêmio vai a R$ 45 milhões

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos