Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2019
(67) 9860-3221
CÂMARA DE DOURADOS

Seminário e Audiência Pública debatem meios de combater violência contra crianças e adolescentes

15 maio 2019 - 16h35Por Da Redação

O 1º Seminário e Audiência Pública de enfrentamento às violências contra crianças e adolescentes, de proposição do vereador Sergio Nogueira (PSDB), discutiu, nesta terça-feira (14), sobre o ‘Maio Laranja’ e as políticas públicas voltadas à proteção dos menores em situação de vulnerabilidade.

Conforme dados apresentados durante os eventos, a cada 11 minutos uma criança é abusada no Brasil, sendo que 69% dos casos acontecem dentro da família e apenas 2% são denunciados. Ainda foi apontado que Mato Grosso do Sul lidera o ranking de estupros no país. 

“A violação dos direitos da criança e do adolescente é um fenômeno complexo, que envolve desde o abandono, negligência, conflitos familiares, convivência com pessoas que fazem uso abusivo de álcool e outras drogas, além de todas as formas de violência física, sexual e psicológica”, comentou Margareth Soares, coordenadora do Comcex (Comitê Municipal de Enfrentamento da Violência e de Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes). 

“Observa-se que este tipo de violação infanto-juvenil encontra-se em todas as classes e em todos os grupos sociais, atingindo meninos, meninas, crianças e adolescentes. Tudo isso implica no abuso de poder do adulto, através da dominação e exploração sobre a vítima. Sendo que a maioria dos abusos ocorre dentro do contexto familiar, sendo o abusador uma pessoa de confiança, com vínculos afetivos significativos”, completou o coordenadora, que apresentou o Plano Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual com Crianças e Adolescentes. 

O vereador Sergio Nogueira exaltou as discussões realizadas, lembrando a importância de dedicar-se a combater este abuso. “Infelizmente esta ações tem destruído a vida de milhares de crianças, destruindo por completo. O Maio Laranja tem como incentivo de levar a criança a descobrir que elas podem denunciar, que os familiares e comunidade também, ao entender que alguém está cometendo ato da violência, do abuso sexual pode utilizar o Disque 100”, enfatizou.

Durante a audiência pública, a psicanalista Viviane Machado de Melo Vazes ressaltou a prevenção ao abuso sexual, o cuidado de vítimas de violência sexual e prostituição, cibercultura – o que a dependência da internet tem causado nas famílias e ainda, os sinais. “O abusador se aproveita do fato da criança ter sua sexualidade despertada para consolidar a situação de acobertamento. A criança se sente culpada por sentir prazer e isso é usado pelo abusador para conseguir o seu consentimento”, destacou. 

Conforme a palestrante, há sinais como por exemplo, de sequelas físicas - marcas, dores, DST; sexualização exacerbada; dependência química; distúrbios no sono e/ou apetite; comportamento regredido; dificuldades nas atividades escolares; alteração no controle de materiais fecais; sentimento de estar suja; cobrir excessivamente o corpo; mudanças emocionais bruscas; dificuldade de ligação afetiva e amorosa; baixa autoestima; autoimagem  distorcida; choro sem motivo aparente; intenção de suicídio; condutas autoagressivas.

Os eventos ainda contaram com a participação da presidente da Sociedade de Pediatria de MS, Carmen Lucia de Almeida Santos, representante do Comcex, Luisa Barros Piovano Borges e o médico psiquiatra e psicanalista, Wendel Dalprá. Ainda houve mesa redonda sobre “envolvimentos no enfrentamento das violências com criança e adolescentes” com a participação de representantes do Ministério Público Federal e Estadual, OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Conselho Tutelar, Câmara de Vereadores, Rede Municipal, Estadual e particular de ensino, Comcex, CMDCA (Conselho Municipal da Criança e do Adolescente) e Vara da Criança e Adolescente de Dourados.

O seminário ainda contou com a presença do deputado estadual Herculano Borges (Solidariedade).

Serviço

Em todos os debates, foi enfatizada importância de denunciar e onde procurar ajuda: Conselho Tutelar da sua da sua região; Disque 100 -  ligação gratuita e anônima; Aplicativo de celular – Proteja Brasil; Escola, com os professores, orientadores ou diretores; Delegacias da Criança e do Adolescente; Número 190.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Teste físico para concurso da PM e Bombeiros será no domingo
FLAGRANTE
Funcionários de olaria são presos com rifles
A DONA DO PEDAÇO
Maria da Paz decide vender bolos na rua para sobreviver
MATO GROSSO DO SUL
Congresso Internacional debate pautas para próxima eleição
SENADO
Comissão analisa prioridade de matrícula para vítimas de violência doméstica
RURAL
Prorrogado prazo para cadastramento de áreas para plantio de milho em Mato Grosso do Sul
BRASIL
Bolsonaro diz que Câmara votará porte de arma para produtor rural
DOURADOS
Prevendo avanços, políticos conhecem Sisfron em Dourados
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar R$ 3 milhões em sorteio amanhã
MAIS ALTA DO PAÍS
UFMS cobra R$ 7 mil para revalidar diploma estrangeiro e MPF quer diminuição do valor

Mais Lidas

DOURADOS
Preso em operação estava sob monitoramento por assalto
DOURADOS
Vereadora vai à delegacia e diz ser vítima de atentado
DOURADOS
Ciclista atropelado na Marcelino morre após meses de tratamento
DOURADOS
Preso é encontrado morto na PED em mesmo raio onde ocorreu pente-fino
Rapaz estava enforcado em uma das celas da unidade penal