Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Secretário diz que não houve aumento do IPTU em Dourados

15 janeiro 2004 - 17h53

O secretário municipal de Fazenda, Alaércio Abrahão, disse hoje que não houve aumento do IPTU em Dourados. Em entrevista ao radialista Antonio Coca, na rádio Grande FM, Abrahão disse que “o que aconteceu foi aumento do número de contribuintes. São mais 2.390. Vamos encontrar um acréscimo em valores, que não são reais, de 10.92%, onde foi utilizado o IPCA. Fazendo as contas, houve foi diminuição. Não houve aumento real na carga do IPTU, mas sim correção monetária", disse ele. Alaércio afirmou que foram lançados, este ano, 54.305 carnês de IPTU, que representam R$ 14.482.391,30 em arrecadação. Segundo ele, o índice histórico de inadimplência em Dourados costuma oscilar entre 30% e 40%, apontando como exemplo que em 2003 foram emitidos 51.915 carnês, e lançados R$ 13.055.465,88. "Só recebemos R$ 8.277.755,41, enquanto R$ 4.777.710,47, representando 36,59%, ficaram por conta da inadimplência", segundo o secretário.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEFESA
Major que atirou na cabeça do ex-namorado tinha medida protetiva
OPERAÇÃO LOBO GUARÁ
UEMS é selecionada para participar do Projeto Rondon em 2020
CAPITAL
Diarista cai em buraco na calçada, machuca perna e fica sem trabalhar
STF
Ex-sócio da Telexfree é preso pela PF e pode ser extraditado aos EUA
TRÊS LAGOAS
Técnico de enfermagem apanha em UPA e aciona a polícia
SAÚDE
Brasil monitora apenas um caso suspeito do novo coronavírus
NAVIRAÍ
Por dinheiro, policial facilitava entrada de celulares e droga em presídio
POLÍTICA
Nelsinho Trad oficializa pedido para reativar Parlamento Amazônico
CAMPO GRANDE
Durante discussão, major da PM atira contra o ex-namorado
TENTATIVA
Petroleiros suspendem greve após 20 dias para negociar acordo

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018