Menu
Busca domingo, 17 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Secretário crê em reequilíbrio das contas públicas para pagar 13º em dezembro

15 outubro 2019 - 08h58Por André Bento

Nomeado secretário municipal de Fazenda há pouco mais de um mês, em 2 de setembro, Carlos Francisco Dobes Vieira acredita que é possível reequilibrar as contas públicas do município de Dourados para garantir o pagamento do 13º salário dos servidores em dezembro deste ano.

Em entrevista ao Dourados News na manhã de segunda-feira (14), logo após acompanhar a prefeita Délia Razuk na entrega à Câmara de Vereadores da peça orçamentária de 2020, que prevê R$ 1.110 bilhão para o próximo exercício financeiro, o gestor citou as metas de encolher custos e melhorar a arrecadação sem aumento de impostos.

Segundo ele, o pagamento da folha salarial de setembro já indica avanço, já que, ao contrário dos três meses anteriores, foram creditados 100% dos vencimentos antes do dia 15 de outubro.

“Nós estamos botando em prática, primeiro, aquilo que a prefeita determinou, que é priorizar a folha. À medida que os recursos entraram nós conseguimos no quinto dia útil pagar mais de 80% dos servidores. No outro dia entrou recurso, eu priorizei 100% dos recursos para o pagamento e já foi a 98%, e três dias depois do meu limite do quinto dia útil eu estava com a folha liquidada. É uma política de gestão e de prioridades”, destacou.

Dobes explicou ainda que após priorizar os salários, numa segunda etapa são feitos os repasses à previdência e os pagamentos aos fornecedores. “Ela [a previdência] é segundo plano pelo motivo da gente fazer o pagamento líquido da folha. A prioridade é o salário líquido no quinto dia útil. A folha é praticamente o dobro do que a gente paga. A gente paga R$ 15 R$ 16 milhões líquido e depois eu começo a pagar as obrigações de folha, previdência e uma série de outras coisas. Eu tenho que escolher, pagar o salário ou a previdência”, mencionou.

Agora, para atingir a meta de pagar o 13º do funcionalismo público municipal na data prevista, em dezembro deste ano, o secretário de Fazenda diz que o trabalho já tem sido feito e deve ser intensificado em outubro e novembro, com encolhimento dos custos e melhora da arrecadação sem aumento de impostos “para reverter e reequilibrar as contas do município”.

“É a nossa meta e estamos trabalhando nisso nesses dois meses de outubro e novembro justamente para levantar esse caixa e trabalhar para fazer o pagamento do 13º na data correta, em dezembro, sem nenhum problema”, pontuou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HU-UFGD
Mesa redonda e encontro de mães marcam o Dia da Prematuridade
TECNOLOGIA
Alto-falantes inteligentes chegam ao Brasil com novas funções e riscos
ESPORTES
JEJ Blumenau: Judô MS dá início às disputas com sete atletas
BRASIL
Credibilidade de vacinas é menor entre homens e jovens, diz pesquisa
ESTADO
Governo diz que pavimentação da MS-339 facilita escoamento da produção e diminui risco de acidentes
ESPORTES
Parabadminton estreia nas Paralimpíadas Escolares e MS tem chance de medalha
DOURADOS
Prefeitura notifica contribuintes para atualizar cadastro imobiliário
ESTADO
Com lances a partir de R$ 500, leilão de veículos e sucatas é anunciado pelo governo
DOURADOS
Mulher ‘dribla’ comerciante na balança e foge com presunto e muçarela
ECONOMIA
Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação

Mais Lidas

DOURADOS
Idoso é fechado por criminosos na Marcelino, é derrubado e tem moto ‘zero km’ roubada
PARANAÍBA
Guarda Municipal é preso levando 40 quilos de cocaína para Minas Gerais
PORTO MURTINHO
Velório é interrompido e corpo de menina afogada recolhido para perícia
CAARAPÓ
Prefeitura abre concurso com 174 vagas e salários de até R$ 9.172