Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Secretário crê em reequilíbrio das contas públicas para pagar 13º em dezembro

15 outubro 2019 - 08h58Por André Bento

Nomeado secretário municipal de Fazenda há pouco mais de um mês, em 2 de setembro, Carlos Francisco Dobes Vieira acredita que é possível reequilibrar as contas públicas do município de Dourados para garantir o pagamento do 13º salário dos servidores em dezembro deste ano.

Em entrevista ao Dourados News na manhã de segunda-feira (14), logo após acompanhar a prefeita Délia Razuk na entrega à Câmara de Vereadores da peça orçamentária de 2020, que prevê R$ 1.110 bilhão para o próximo exercício financeiro, o gestor citou as metas de encolher custos e melhorar a arrecadação sem aumento de impostos.

Segundo ele, o pagamento da folha salarial de setembro já indica avanço, já que, ao contrário dos três meses anteriores, foram creditados 100% dos vencimentos antes do dia 15 de outubro.

“Nós estamos botando em prática, primeiro, aquilo que a prefeita determinou, que é priorizar a folha. À medida que os recursos entraram nós conseguimos no quinto dia útil pagar mais de 80% dos servidores. No outro dia entrou recurso, eu priorizei 100% dos recursos para o pagamento e já foi a 98%, e três dias depois do meu limite do quinto dia útil eu estava com a folha liquidada. É uma política de gestão e de prioridades”, destacou.

Dobes explicou ainda que após priorizar os salários, numa segunda etapa são feitos os repasses à previdência e os pagamentos aos fornecedores. “Ela [a previdência] é segundo plano pelo motivo da gente fazer o pagamento líquido da folha. A prioridade é o salário líquido no quinto dia útil. A folha é praticamente o dobro do que a gente paga. A gente paga R$ 15 R$ 16 milhões líquido e depois eu começo a pagar as obrigações de folha, previdência e uma série de outras coisas. Eu tenho que escolher, pagar o salário ou a previdência”, mencionou.

Agora, para atingir a meta de pagar o 13º do funcionalismo público municipal na data prevista, em dezembro deste ano, o secretário de Fazenda diz que o trabalho já tem sido feito e deve ser intensificado em outubro e novembro, com encolhimento dos custos e melhora da arrecadação sem aumento de impostos “para reverter e reequilibrar as contas do município”.

“É a nossa meta e estamos trabalhando nisso nesses dois meses de outubro e novembro justamente para levantar esse caixa e trabalhar para fazer o pagamento do 13º na data correta, em dezembro, sem nenhum problema”, pontuou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA ANDRADINA
Carreta carregada com plumas de algodão pega fogo na BR-267
VILA CACHOEIRINHA
Preso após quebrar vidraça de sorveteria é reconhecido por vítima de furto
ALDEIA BORORÓ
Primos são suspeitos de tentar estuprar criança de 8 anos em Dourados
DOURADOS
Condenado por roubo é detido após furtar queijo e detergente de mercado
CRIME AMBIENTAL
Dono de chácara leva multa de R$ 3 mil por derrubar árvores sem licença
RIBAS DO RIO PARDO
Em liberdade provisória, mulher acaba presa por tráfico de drogas
FUTEBOL
Bayern humilha o Barcelona e se classifica para as semis da Champions
REGIÃO
Homem quebra tornozeleira eletrônica de propósito para voltar para cadeia
ESTAÇÃO RADAR
Bolsonaro vem a MS pela primeira vez após eleição presidencial
COMITIVA
Temer se encontra primeiro-ministro interino do Líbano

Mais Lidas

DOURADOS
Preso no Ipê Roxo era investigado desde fevereiro por estupro do sobrinho
VIDA NOTURNA
“Estão passando fome”: profissionais do sexo sofrem com a pandemia em Dourados
DOURADOS
Com gritos de "pega ladrão", grupo é flagrado furtando carro no Jardim Paulista
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades