Menu
Busca quinta, 17 de outubro de 2019
(67) 9860-3221

Santa Casa de Dourados é doada para a prefeitura

14 agosto 2002 - 09h45

O Hospital da Santa Casa de Dourados foi doado oficialmente para a prefeitura municipal por um período de dois anos e quatro meses. A decisão foi tomada por unanimidade pela Sociedade Douradense de Beneficência (Sodoben) durante assembléia realizada na noite de ontem no auditório da Associação Comercial (Acid).
Entidade mantenedora da Santa Casa, a Sodoben é formada por cinco lojas maçônicas, três clubes de Rotary, Lions Clube, Seleta e Associação Médica. Cerca de 150 pessoas filiadas às entidades participaram da assembléia e tiveram direito a voto. Além da doação temporária para a prefeitura, a assembléia também aprovou a mudança do nome de Santa Casa para Hospital Universitário de Dourados.
Além dos integrantes da Sodoben a assembléia foi presenciada por cerca de 30 acadêmicos do 3o ano de medicina do campus de Dourados da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). Os acadêmicos reivindicam que o hospital seja utilizado o mais rápido possível para a residência médica. Atualmente a UFMS está utilizando o Hospital São Luís, que apesar de conveniado com o Sus é particular.
A assembléia da Sodoben que aprovou a doação temporária do prédio para a prefeitura impôs condições. A primeira delas é que a administração seja feita pela Fundação Hospital Universitário de Dourados, que está em fase final de implantação, através de uma Organização Social Civil de Interesse Público (Oscip). A segunda condição é que até 31 de dezembro de 2004, quando termina o mandato do prefeito Laerte Tetila (PT) a prefeitura faça o repasse de todo o patrimônio do hospital para a UFMS.
Outra condição imposta pela assembléia é que o Conselho Superior da Fundação seja formado por quatro pessoas, representantes da UFMS, da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), da Sodoben e da prefeitura Municipal de Dourados. Deste conselho será escolhido o presidente da Fundação.
De acordo com o presidente da Sodoben Ricardo Demamann, a decisão da assembléia da entidade é a mais adequada para o momento. "Foram dadas as condições para que a prefeitura, com ajuda do Estado e da União possa colocar o hospital em funcionamento atendendo a comunidade. Este é o nosso objetivo", afirmou.
A previsão é de que o hospital entre em funcionamento a partir de setembro. Na primeira fase deverá funcionar apenas atendimento ambulatorial de especialidades como oftalmologia, cardiologia, pediatria e ortopedia, entre outros. Nesta etapa o custo operacional ficará em torno de R$ 300 mil por mês, divididos pela prefeitura e Governo do Estado. Posteriormente de acordo com o aumento do repasse de recursos deverão ser realizados exames laboratoriais e cirurgias.
Construído com objetivo de atender como centro de referência hospitalar de Dourados e outros 33 municípios da região, a Santa Casa tem 165 leitos. Além do curso de Medicina da Ufms o hospital também deverá servir de residência médica para o curso de Enfermagem da Uems.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Polícia investiga morte de bebê logo após parto em Dourados
CEARÁ
Sobe para cinco o número de morto no desabamento de Fortaleza
TEMPORAL
Vendaval destelharam cerca de 50 casas em Ribas do Rio Pardo
APROVADOS
Agepen publica quadro de vagas para lotação de agentes penitenciários
MIRANDA
Ambiental recolhe filhote de cateto em sede de propriedade rural
PLANALTO
Carlos Bolsonaro pede desculpas por fazer post no Twitter do pai
GUIA LOPES
Após morte de criança por overdose, ação da polícia prende sete
SOLIDARIEDADE
Família faz vaquinha para tratamento de menina com síndrome rara
FUTEBOL
Final da Libertadores de 2020 será no estádio do Maracanã
JARDIM
Mulher é agredida com golpes de capacete e esfaqueada pelo marido

Mais Lidas

DOURADOS
Ciclista morre no HV após ser atropelado por ônibus
POLÍCIA
Irmãos são detidos após polícia encontrar droga no Jardim Flórida
DOURADOS
UPA passa a atender apenas casos de urgência e emergência
EXPULSÃO
Chefão do narcotráfico é entregue à Polícia Federal brasileira