Menu
Busca quarta, 26 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Sanesul inicia por Dourados projeto contra dependência

18 agosto 2002 - 10h20

A coordenadoria do programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, ligada à Gerência de Recursos Humanos da Sanesul, inicia na próxima terça-feira, em Dourados, e na quarta-feira, em Ponta Porã, o projeto Dependência Química, sob a coordenação do Dr. José Roberto Amin - Médico do Trabalho, com o objetivo de conscientizar os funcionários e seus familiares sobre a importância da prevenção da dependência química e suas conseqüências.
O projeto será desenvolvido até dezembro deste ano, em todo o estado, abrangendo as 10 maiores cidades pólos, começando por Dourados e Ponta Porã. Para as demais localidades, será elaborado um cronograma, de acordo com a disponibilidade da equipe, priorizando também as necessidades das Unidades Gestoras.
Segundo Amin, o abuso de bebidas alcoólicas e uso de drogas são atualmente um dos problemas mais sérios nas empresas. Alguns dos efeitos negativos desta situação no processo de trabalho são a queda da produtividade, alta taxa de acidentes e absenteísmo, diminuição da qualidade, aumento na incidência de furto e roubos, danos de equipamentos, atrasos constantes e problemas de inter-relacionamento. Para ele, “é preciso conscientizar e prevenir o empregado dependente quanto ao uso ou abuso de drogas, a fim de orientá-lo na busca de soluções, mostrando o quanto ele é importante para a empresa, e que ao participar deste programa não corre riscos de ser demitido por ser um dependente, mas sim por não ter um desempenho satisfatório no ambiente de trabalho, podendo resgatar o seu valor junto a sociedade como um todo”.
O objetivo da Sanesul, segundo Amin, é possibilitar aos empregados a oportunidade de prevenção, tratamento e recuperação da dependência química, ou seja, o abuso de bebidas alcoólicas e uso de drogas ilícitas no ambiente de trabalho.
“É preciso que os empregados tenham informações e conhecimentos sobre o tema. Precisamos oferecer aos dependentes a chance de tratamento e recuperação, incluindo terapia”, informa o médico.
Serão duas horas de palestra, com enfoque Psicológico e Orgânico sobre a dependência Química. Os palestrantes serão o Psicólogo Ary Farias e o Médico do Trabalho José Roberto Amin. Após cada palestra, será montado um comitê, eleito pelos próprios empregados de cada cidade, que trabalhará em conjunto com a equipe da Gerência de Recursos Humanos na prevenção da dependência química.


Deixe seu Comentário

Leia Também

SUSPEITA EM SP
Isolamento domiciliar em caso suspeito de coronavírus é previsto em MS
DOURADOS
Após furtar compra de R$ 678, mulher paga mais de R$ 1 mil para responder em liberdade
FUTEBOL AMADOR
Congresso técnico define últimos detalhes da Copa Abevê, que terá 28 equipes
MS-276
Homem que pagou R$ 2,5 mil por CNH a despachante é preso com documento falso
ELEIÇÕES 2020
O fim das coligações proporcionais
CARNAVAL
Águia de Ouro é a campeã do carnaval de São Paulo pela 1ª vez
DOURADOS
Secretário suspende aulas em unidades da educação infantil sem auxiliar educacional
DOURADOS
Dupla dispara, mata jovem e deixa outro ferido no Jardim Independência
ECONOMIA
Comprovantes para Imposto de Renda devem ser enviados até sexta-feira
MEIO AMBIENTE
Proprietário de rancho é autuado por pescar em rio durante a piracema

Mais Lidas

DOURADOS
Ex-prefeito de Amambai não resiste e morre no Hospital do Coração
MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
ATENTADO
Aeronave pousa em Dourados e fica a disposição de Lanzarini
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar