Menu
Busca sábado, 17 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
APERTO FINANCEIRO

Salários serão parcelados pela prefeitura de Dourados

03 outubro 2017 - 15h20Por Da Redação

Uma reunião na manhã desta terça-feira, entre agentes e técnicos da administração municipal, vereadores e representantes de sindicatos de várias categorias de servidores municipais de Dourados foi mais uma tentativa do executivo de esclarecer ao funcionalismo a real situação financeira do município e o impedimento, neste momento, de atender à pauta de reivindicações, especialmente no que se refere a reajuste salarial.


Por sugestão dos próprios sindicalistas, na reunião não foi discutido sobre o PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração) e apenas abordagens a respeito situação financeira do município. Todavia, dúvidas foram levantadas e esclarecimentos foram feitos a respeito, pelos representantes do município.

O contador geral do município, Rosenildo da Silva França, mostrou aos representantes dos servidores, mais uma vez, os números da contabilidade da prefeitura, o impacto que o plano de cargos aprovado no ano passado causou na folha salarial atual, o que, aliado à queda de receita, impede à administração qualquer concessão de benefício ao funcionalismo.

Questionado pelo sindicado dos educadores (Simted), o contador fez ver que entre os anos de 2011 e 2015, só a categoria do magistério obteve ganho salarial da ordem de 74,18%, contra apenas 21,37% conquistados pelos demais servidores da prefeitura.

Revelou, ainda, que a dificuldade financeira está obrigando a administração a parcelar a folha de pagamento dos salários referentes a setembro, priorizando os servidores que recebem salários menores.

Todos os representantes de sindicatos de servidores tiveram a oportunidade de manifestar, expor seus pontos de vista e indagações. A secretária de Administração, Elaine Boschetti Trota, a procurador-geral do município, Lourdes Beneduce e o assessor especial do gabinete Alexandre Mantovani fizeram vários esclarecimentos aos trabalhadores e vereadores.

Ainda durante a reunião, representante dos procuradores leu ofício que estava sendo encaminhado ao executivo sugerindo o congelamento de seus vencimentos por um período de 24 meses, como forma de contribuir com a administração na recuperação de fôlego financeiro.
 
 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TUR
MS é um dos melhores categorizados no Mapa do Turismo Brasileiro 2018
RÚSSIA 2018
Embaixadora da Copa do Mundo da Rússia visita sede da CBF
BRASIL
Previdência não será única PEC parada durante intervenção no Rio
RIO BRILHANTE
Jovem tem a casa atingida por tiros após discussão em bar por volume de som
ECONOMIA
Energia: em fevereiro bandeira segue verde para consumidores
CAMPO GRANDE
Carro de luxo com R$ 48 mil em débitos é apreendido em blitz
GRUPO B
Compromisso na Copa Verde faz FFMS alterar data de jogo do Corumbaense
BRASIL
Entenda como foi criado o horário de verão, que termina no domingo
EDUCAÇÃO
Inscrições para o Programa Vale Universidade seguem abertas
SUL DE MS
Homem morre após fugir e capotar veículo carregado com maconha

Mais Lidas

QUADRILHA DESARTICULADA
Sete são presos a caminho de MS com carros roubados
TRÁFICO
Ao ser preso com cigarro de maconha, jovem denuncia "boca" no Itália
MARACAJU
Homem é assassinado brutalmente por adolescentes
DOURADOS
Reunião define critérios para lotação nas escolas da Reme