Menu
Busca sexta, 16 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
CÂMARA DE DOURADOS

Comissão de Ética se reúne para apurar "passada de mão"

16 junho 2015 - 12h15

Uma reunião agendada para as 14h desta quarta-feira (17) pela Comissão de Ética da Câmara dará início ao processo que irá investigar a denúncia feita pela vereadora Virginia Magrini (PP), contra o colega Maurício Lemes (PSB). O relato é de que ele teria ‘passado a mão em suas nádegas’ no final da sessão ordinária do dia 08 de junho.

O Dourados News entrou em contato, na manhã desta terça-feira (16) com o presidente da comissão, o vereador Marcelo Mourão (PSD), que disse se reunir com outros membros para se inteirar do fato.

“Essa reunião foi marcada para que nós da comissão pudéssemos analisar o documento encaminhado pelo presidente da Câmara e assim dar início ao processo. Depois de nos inteirarmos do fato, iremos ouvir as partes envolvidas e testemunhas”, explica Mourão.

O encontro foi agendado, após a Casa de Leis acolher durante votação na sessão da segunda-feira (15) a denúncia de Magrini contra Lemes.

Dos 19 vereadores, 15 apoiaram a deliberação do processo administrativo do artigo 20 do código de ética e decoro parlamentar, sendo que não votaram devido à ausência os vereadores Nelson Sudário e Délia Razuk, assim como não o fizeram o vereador Mauricio Lemes e o presidente da Câmara, Idenor Machado, estes por estarem impedidos por regras da casa.

Durante a sessão a vereadora Virginia Magrini utilizou a bancada da casa de leis para expor o fato com indignação e afirmou que levará a discussão adiante por ter todas as provas necessárias, [veja aqui](http://www.douradosnews.com.br/noticias/politica/sob-protesto-denuncia-de-vereadora-por-suposta-passada-de-mao-e-acolhida-por-camara).

De acordo com Marcelo, ainda é cedo para dizer se Lemes, será ou não cassado, pois a comissão tem 90 dias para encaminhar um relatório final para a Câmara.

“Vamos tomar todas as medidas para que o caso seja tratado da forma mais séria possível. Não tem como dizer o que vai acontecer tudo será analisado de acordo com regimento interno e o código de ética. Precisamos ver onde o fato se enquadra, pode haver outras penalidades, como advertência, mas nada certo ainda”, disse o presidente.

Os membros convocados e que fazem parte da comissão são os vereadores Juares de Oliveira (PRB) e o pastor Ramão Cirilo (PTC), que teria visto a 'brincadeira' no dia do fato. Segundo Mourão, o departamento jurídico da casa de leis também acompanhará a reunião, já que o mesmo está assessorando a comissão em relação a caso.

Ele contou ainda, que no relatório final será descrito toda a história, por parte dos envolvidos e testemunhas.

“Vamos relatar o processo, colher todas as provas, ouvir os envolvidos descrever todo o fato. Depois o relatório será encaminhado ao presidente da casa, e quem vai decidir é o colegiado” pontua Mourão.

O CASO

No dia 09 de junho a vereadora Virginia Magrini (PP) registrou o boletim de ocorrência na Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher, contra o colega de trabalho, também vereador Mauricio Lemes (PSB) por afirmar que ele teria passado a mão em suas nádegas durante sessão ordinária na noite de segunda-feira (08) na Câmara Municipal de Dourados.

Na época ela relatou que o fato aconteceu já no final da cerimônia durante entrega de uma moção legislativa e foi feito por repetidas vezes. Virginia conta que chegou a pensar que fosse outro vereador, porém, depois que afirmou que denunciaria o ocorrido, o próprio Maurício veio até ela e pediu desculpas.

A vereadora conta que logo após o fato pediu que o presidente da Câmara Idenor Machado tomasse providência, mas, ele não entendeu o que acontecia no momento já que a sessão ainda ocorria. Logo após o término da sessão Virginia recorreu à comissão de ética da casa de leis.

O Dourados News entrou em contato com Lemes na época que negou o fato e se defendeu. Ele disse ainda que “foi uma brincadeira infeliz, eu cutuquei as costas dela apenas, não cheguei nem perto dos glúteos”, [relembre aqui]( http://www.douradosnews.com.br/noticias/vereadora-denuncia-colega-da-camara-por-suposta-passada-de-mao-em-plena-sessao-ordinaria).

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Veículo incendiado pode ter sido usado na execução de empresário
FUTEBOL
Brasil vence amistoso contra Uruguai em Londres com gol de penalti
MÚSICA
Grammy Latino consagra Jorge Drexler e confirma fenômeno Rosalía
ELEIÇÕES 2018
Governador, deputados e senadores serão diplomados em 14 de dezembro
TRÊS LAGOAS
Polícia captura dois dos quatro detentos fugitivos de penitenciária
DOURADOS
“Nervoso e agradecendo a Deus”, conta bombeiro que socorreu jovem no túnel no Parque das Nações
TUTELA DE URGÊNCIA
Justiça determina prosseguimento de concurso da Polícia Civil
REVALIDA
Exame para validar diploma de médico será amanhã e sábado
RURAL
Mesmo com chuva, usinas de MS mantêm moagem de cana na quinzena
ECONOMIA
Dólar cai e fecha a R$ 3,73 após indicação de Campos Neto para o BC

Mais Lidas

DOURADOS
Carro fica submerso em túnel alagado e homem precisa quebrar o vidro para sair
CAMPO GRANDE
Empresário é executado e filho fica ferido em atentado
CAMPO GRANDE
Empresário executado na Capital era avalista em dívida de R$ 40 milhões
DOURADOS
Chuva forte deixa ruas e até rodoviária alagada