Menu
Busca sábado, 21 de setembro de 2019
(67) 9860-3221
2,7 KM

Restauração da Marcelino Pires ficou R$ 2,5 milhões mais cara com prolongamento

23 agosto 2019 - 13h05Por André Bento

As obras de restauração funcional do pavimento na Avenida Marcelino Pires ficaram R$ 2,5 milhões mais caras porque precisaram avançar pelo prolongamento que vai do Monumento ao Colono até a BR-163. Financiados pelo governo estadual, os serviços foram orçados, originalmente, por R$ 11.394.102,33.

O acréscimo da importância de R$ 2.521.925,53 ao valor contratado junto à Concrenavi Concreto Usinado Naviraí LTDA foi estabelecido no I Termo Aditivo ao Contrato 0147/2017/Agesul, cujo extrato foi publicado na edição de quinta-feira (22) do Diário Oficial do Estado.

Ele foi assinado no dia 26 de julho por Luis Roberto Martins de Araujo, diretor-presidente da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), e José Alberto da Silva Junior, representante da empresa vencedora da licitação.

Em resposta a questionamento enviado pelo Dourados News, a assessoria de imprensa da Agesul informou que o acréscimo de valor se deve à ampliação da área de recapeamento (estendeu-se até a rodovia 163).

Financiadas pelo Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul), essas obras previam, inicialmente, a recuperação do asfalto em 7,4 quilômetros da avenida. O trecho ampliado é de aproximadamente outros 3 quilômetros.

Esse serviço foi parte de um pacote que incluiu também a revitalização da Avenida Weimar Gonçalves Torres, que teve o serviço assumido pela NK Construtora Ltda, de Caarapó, contratada por R$ 7,3 milhões.

Outra importante via da cidade beneficiada com obras semelhantes foi a Joaquim Teixeira Alves, cujo contrato com a Planacon Construtora Ltda originalmente firmado por R$ 3,3 milhões sofreu acréscimo de R$ 768.286,00 e foi prorrogado por 60 dias em abril deste ano.

Responsável pelo recapeamento da Marcelino Pires, a Concrenavi agora assumiu a responsabilidade pela revitalização da Hayel Bon Faker no trecho compreendido entre a Avenida Marcelino Pires (Estaca 173 + 0,00) e a Rodovia BR-163 (Estaca 0 + 0,00).

Contratada pela Agesul após vencer licitação do Governo de Mato Grosso do Sul com proposta de R$ 10.340.949,12, essa empresa terá 540 dias para concluir seus trabalhos. Na placa afixada pela empreiteira, contudo, o mês indicado para início da obra é julho de 2019.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAUUUUU!!
Rihanna aumenta a temperatura com foto sensual no Instagram
INFRAESTRUTURA
Governo vai pavimentar rodovia que liga Norte do MS ao Pantanal e Bonito
HISTÓRICO ESCOLAR FALSO
Condenação por falsificação e estelionato é mantida pela 3ª Câmara Criminal
BRASIL
Pesquisas indicam ingestão de microplásticos por humanos
LEGISLATIVO DE MS
Semana na ALMS terá duas audiências públicas
FESTA
2ª Peixada Dourados News celebra 19 anos do maior jornal online do interior de MS
BRASIL
Investidores internacionais querem evitar dupla tributação com Brasil
TRÁFICO
Polícia fecha "boca" e prende mulher seis dias após ela sair da prisão
MEIO AMBIENTE
Traficante de aves foge da polícia ao ser flagrado tentando furtar filhotes de papagaio
MÚSICA
Batalha de Bandas acontece neste sábado na Capital

Mais Lidas

SETEMBRO AMARELO
Sem perceber sinais, Silvânia perdeu a filha e hoje reconhece a necessidade da escuta
BARBÁRIE
Após matar criança afogada, pai ligou para ex e inventou sequestro
POLÍCIA
Jovem é executado por pistoleiros em Ponta Porã
DOURADOS
Bêbado é preso após bater carro e derrubar muro