Menu
Busca domingo, 23 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
QUEIMADAS

Queimadas na região deixam Dourados coberta por fumaça

12 setembro 2019 - 11h35Por Vinicios Araújo

As queimadas registradas na região deixaram o perímetro urbano de Dourados completamente tomado por fumaça. Em pontos mais altos, como na saída para a região sul, através da BR-163, é possível perceber a densa camada acinzentada sobre a cidade.

Um levantamento do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) revelou um aumento de 260% nos registros de foco de queimadas este ano em Mato Grosso do Sul, comparado a 2018. 

Ao todo, 2019 já contabilizou 6.328 focos, enquanto o ano passado foram registrados 1.756.

Esses dados são colhidos através de análise via satélite. Nas imagens é possível ver a cobertura de fumaça sobre o estado, especialmente na região norte. 

Até agosto deste ano, Dourados já havia obtido aumento de 92% no índice de queimadas, comparado ao mesmo período do ano anterior. Na época, conforme mostrou o Dourados News, já havia sido registradas 191 ocorrências. 

Os dados atualizados não puderam ser obtidos até o fechamento desta matéria devido a ausência do profissional responsável pelo controle estatístico do Corpo de Bombeiros Militar no 2º Grupamento. Ele cumpre agenda externa nesta manhã. 

Na edição do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (12), o governador Reinaldo Azambuja decreta quadro de emergência devido aos índices elevados de fogo em MS, especialmente na região pantaneira onde se concentra o maior número de ocorrências. 

Ontem, o Governo do Estado oficializou o pedido de apoio aéreo ao Cenad (Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres) para combate aos incêndios florestais na região do Pantanal e borda e Serra da Bodoquena.

Um relatório da Sala de Situação Integrada, divulgado na terça-feira (10) pela Coordenadoria de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul (Cedec/MS), aponta que mais de 1 milhão de hectares de vegetação foi destruída pelas queimadas no Estado, no período de 1º de agosto a nove de setembro deste ano. 

Os focos de calor continuam intensos, devido a prolongada estiagem. Conforme noticiado pelo Dourados News hoje, desde que setembro teve início, a umidade relativa na cidade teve redução bastante expressiva, com índices entre 10% e 15%, comparáveis ao do Saara, deserto localizado no Egito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALERTA
Surto de dengue pode afetar 11 estados brasileiros em 2020
FRONTEIRA
Nove homens e uma mulher suspeitos pela morte de jornalista são identificados
DOURADOS
Flagrada com droga, jovem apresenta identidade falsa à polícia
DOURADOS
Programa IST/Aids retoma ações na terça-feira
DOURADOS
Flagrado por equipe de segurança, jovem é preso após furtar celulares no centro
ESPORTES
Com apoio do Governo do Estado, 17ª Copa Assomasul terá início em 7 de março
DOURADOS
Grávida e na cadeira de rodas, adolescente é flagrada pela terceira vez com droga
DOURADOS
Homem dá tiros para o alto e acaba preso após denúncia
CRIME
Ex-integrante de grupo de Rap é morto a tiros em Dourados
NEGÓCIOS & CIA
Jornada de compra + Blog ferramentas para vender mais

Mais Lidas

WEIMAR TORRES
Mulher morre após bater em carro que roletou avenida
JARDIM GUAICURUS
Jovem resgatada foge da UPA e tenta subir em torre mais uma vez
FÁTIMA DO SUL
Polícia prende homem que matou namorada a marteladas
FRONTEIRA
Suspeitos de matar jornalista são presos em operação