Menu
Busca sábado, 20 de julho de 2019
(67) 9860-3221
VIOLÊNCIA URBANA

“Puxada de bolsa” faz mais duas mulheres vítimas de ladrões em Dourados

16 junho 2015 - 08h47

As já famosas ‘puxadas de bolsas’ por parte de criminosos fez mais duas vítimas em Dourados entre a madrugada e a noite de segunda-feira (15). As ações ocorreram em locais distintos do município.

De acordo com o boletim de ocorrência, o primeiro crime foi às 3h, quando a mulher de 33 anos, moradora no Harison de Figueiredo seguia pela rua Coronel Ponciano na Honda Titan, quando o suspeito passou em uma Honda Biz e puxou dela o objeto, contendo documentos pessoais, cartões e aparelho de telefone celular.

Já as 18h30, na rua Demeciano de Matos Pereira, Jardim Novo Horizonte, a vítima de 57 anos, residente no Estrela Porã seguia a pé e acabou surpreendida por um homem. Na ação, ele levou a bolsa dela com R$ 200, documentos pessoais e cartões.

Os dois casos foram registrados no 1º Distrito Policial de Dourados e serão investigados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FLAGRANTE
Ambiental apreende barco e redes com paulistas no rio Sucuriú
DOURADOS
Após reunião com lideranças, Câmara suspende audiência sobre extinção de cargos indígenas
IMUNIZAÇÃO
Campanha imunizou mais de 11 mil presos contra a gripe em MS
BRASILEIRÃO
Três jogos encerram rodada da Série B neste sábado
TRÂNSITO
Mulher morre após acidente entre carro e moto
BRASILEIRÃO
Vasco vira diante do Fluminense e volta a vencer no campeonato
DOURADOS
Bancada de MS terá que "brigar em Brasília" para garantir hospital da mulher e da criança
INTERNACIONAL
Trump diz que ajuda a resolver questão entre a Coreia do Sul e o Japão
SAÚDE PÚBLICA
Julho Amarelo terá ações sobre IST e hepatites virais em Dourados
NOVA ALVORADA DO SUL
Anta com mais de 170kg é resgatada após cair em estação de tratamento de esgoto

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é baleado com quatro tiros no Estrela Verá
DOURADOS
AGORA: Homem é baleado no Estrela Verá
HOMICÍDIO
Jovem é assassinado com tiro de 9mm em Itaporã
INVESTIGAÇÕES
Preso no RJ, suspeito de planejar morte de “chefão da fronteira” é acusado de lavagem de dinheiro em MS