Menu
Busca quarta, 22 de maio de 2019
(67) 9860-3221
EDUCAÇÃO

Projetos e ideias inovadoras são apresentados no Encontro da Unigran

31 outubro 2017 - 08h36Por Da Redação

Com a temática ‘Matemática está em Tudo’, o XII Encontro de Iniciação Científica, junto com o IX Salão de Pesquisa Docente e a VII Mostra de Pós-Graduação da Unigran teve, neste ano, 690 projetos apresentados. A programação do evento foi composta por palestras, apresentações de resumos, nas formas orais, banners, web conferência, além de projetos e ideias inovadoras. 

De acordo Ana Amélia Gomes, coordenadora do Comitê de Ética da Unigran e responsável pela organização do evento, mais de duas mil pessoas visitaram os trabalhos. “Nesta edição tivemos recorde de inscrições para mostra. o Encontro é uma forma de disseminar a divulgação das pesquisas que são realizadas dentro do Mato Grosso do Sul e de outros estados, que estão participando das apresentações”, afirma. 

Um dos trabalhos apresentados foi o protótipo de um pulverizador de agrotóxicos, para hortaliças. O projeto foi produzido e desenvolvido com o propósito de facilitar a vida do pequeno agricultor no campo. O modelo foi produzido por grupo de acadêmicos do 4º semestre de Agronomia. 

Segundo o acadêmico Leonardo Hisayama, que integra o grupo de estudantes responsáveis pelo pulverizador, esse projeto visa, além de melhorar a saúde do pequeno agricultor, agilizar o trabalho na hora de passar o veneno na produção. 

“Nós vemos a necessidade do produtor que trabalha com o maquinário costal tem prejuízos à saúde e a postura prejudicada. Nosso protótipo, que pesa no máximo 15 quilos, fica em uma carretinha sobre rodas e facilita o manuseio do equipamento livrando assim, o peso sobre o corpo de quem for manusear”, pondera. 

Web conferência 

Inscritos que não puderam estar presentes fizeram suas apresentações por web conferência. Foram quatro pesquisadores nesta modalidade: “A aplicação do planejamento estratégico situacional na saúde pública brasileira”, de autoria do mestre em engenharia e desenvolvimento sustentável, Victor Hugo Alves de Souza, da Universidade Federal do Espírito Santo; “Relação crianças x celular: perspectivas do consumo por famílias de alunos do curso de administração da Universidade Federal do Espírito Santo” de autoria do acadêmico de administração, Vitor Cerutti; “Estudo de diversidade genética em cultivares de soja através do marcador RAPD”, de autoria da estudante de agronomia da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Bruna Stephani de Paula e o trabalho “Produção de hortaliças ‘baby leaf’ em bandejas de poliestileno mantidas sob telado”, da acadêmica de agronomia da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ana Caroline de Freitas Orlonski. 

A avaliação das apresentações ficou por conta da professora de Letras, mestre em Literatura e Políticas Culturais, Érica de Assis Pereira Hoki. Para ela, é extremamente importante a Instituição se adequar a esse tipo de avaliação, uma vez que facilita tanto a vida do acadêmico quanto do avaliador. “Antigamente gastava-se muito dinheiro para viabilizar defesas de doutorado, de mestrado, precisa-se trazer um professor de fora porque valida muito mais o trabalho do acadêmico e hoje as instituições públicas elas já trabalham com vídeo conferência e eu acho que só temos a ganhar, promovendo o acesso do acadêmico em participar de vários eventos”, diz. 

Bruna é natural do Paraná e está há dois meses na Holanda, onde cumpre horas de estágio obrigatório, em uma fazenda. No final deste ano ela finaliza a graduação em Agronomia, em Ponta Grossa. Se não fosse através da web conferência ela não conseguiria apresentar o trabalho. “É uma oportunidade para todos os alunos que não têm a possibilidade de estar na Instituição.

No meu caso, por exemplo, mesmo estando fora consigo mostrar para as pessoas que estão no meu país, tudo que eu pesquisei e me dediquei”, menciona. 

Mestre em Engenharia e Desenvolvimento Sustentável, Victor Hugo também apresentou seu trabalho via vídeo conferência. Direto de Vitória (ES) ele falou sobre a aplicação do planejamento estratégico situacional da saúde pública brasileira. Sobre a apresentação via internet ele é taxativo: “em tempos tão difíceis de inclusão é de extrema importância que as universidades se adaptem permitindo que pessoas de outros estados, de outras localidades, participem de eventos assim, isso é sensacional”, enfatiza. 
 
 
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Até julho, serviços do INSS serão feitos só por internet ou telefone
MATO GROSSO DO SUL
PL quer uso de lousa revestida em substituição a quadro negro em escolas públicas
PESQUISA
Preço do gás de cozinha varia até 17,6% em Dourados
TRANSPORTE DE PASSAGEIROS
Transportadora tem serviços suspensos parcialmente
FUTEBOL
Palmeiras, Grêmio e São Paulo estreiam hoje na Copa do Brasil
BRASIL
Após reforma da Previdência governo quer avançar em privatizações
PROPOSTA
Qualidade da água poderá ser monitorada em MS para identificar causadores de câncer
IMPOSTO
Última parcela do IPVA 2019 vence no dia 31 de maio
TRILHA
Gabriela Rocha e Rafael Santeramo vencem o Desafio da Boiadeira em Bonito
DOURADOS
Choque não encontra túnel e realiza pente-fino na PED

Mais Lidas

DOURADOS
Presos fazem motim na PED em ala ocupada por membros de facção criminosa
POLÍCIA
Após pescaria, marido encontra desconhecido na frente de casa e ameaça mulher com arma em Dourados
ACIDENTE
Motociclista avança preferencial, colide com outra moto e morre
EDUCAÇÃO
Greve atinge escolas em Dourados e prejudica merenda, inspeção e limpeza