Menu
Busca segunda, 18 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
MEIO AMBIENTE

Trabalho acadêmico busca recuperar córrego Laranja Doce

03 julho 2015 - 09h31

Acadêmicos do curso de Engenharia Ambiental da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), juntamente com outros colaboradores, têm desenvolvido um trabalho com a perspectiva de mudar a situação de descaso com o Laranja Doce, importante córrego local. As intervenções coordenadas pelos professores Laércio de Carvalho e Vinícius de Oliveira já promoveram atividades diversas, como o plantio de mudas nativas, limpeza e paisagismo em um dos pontos do córrego.

Outro exemplo que atesta a preocupação do meio acadêmico para com este corpo hídrico tão essencial para a cidade é o trabalho desenvolvido por acadêmicas de doutorado do Programa de Pós Graduação em Recursos Naturais da UEMS, Elaine Novak e Thayne Danieli Schmidt, que objetiva realizar o diagnóstico e recuperação ambiental do Laranja Doce, desde sua nascente, localizada na aldeia indígena de Dourados, até sua foz onde desagua no Rio Brilhante, localizada já no município de Douradina. Neste projeto, a colaboração da população tem sido fundamental para o desenvolvimento do trabalho acadêmico.

"O córrego Laranja Doce representa para a cidade de Dourados um recurso natural fundamental para o equilíbrio ecológico do município e manutenção da qualidade do ar no município", informa Laércio de Carvalho. Apesar de não ser devidamente valorizado e preservado pela população local, o afluente tem grande importância, pois os resquícios de mata ciliar presentes ao entorno do córrego ajudam na manutenção da temperatura local, além disso, estudos comprovam que as grandes fornecedoras de oxigênio para o planeta, são as algas, elementos estes presentes nos mais diversos ecossistemas aquáticos, inclusive no Laranja Doce.

É necessário que o Córrego Laranja Doce seja valorizado pela população. Por estar localizado em local estratégico, seria de grande valia tornar as áreas de preservação em centros de convivência ecológicos, com áreas de lazer e descanso para a população, propiciando um lugar agradável, com ar fresco e puro, para que a família douradense aprecie e valorize um local aconchegante com contato direto com a natureza.

Para que isso se torne realidade, a UEMS prossegue com a continuidade dos trabalhos voltados para a preservação do Laranja Doce e destaca que o comprometimento da população para a melhoria e a desintoxicação do córrego – que é o único afluente que atravessa parte do perímetro urbano do município de Dourados, para que ele continue fornecendo o oxigênio, elemento vital a todas as espécies.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Dono de bar é assassinado com dez tiros de pistola na fronteira
LUTO
Maior sanfoneiro do Brasil, Dino Rocha morre na Capital
CAMPO GRANDE
Homem morre após colisão entre motocicleta e bicicleta
ECONOMIA
Beneficiários de programas sociais tem conta de luz com tarifa reduzida
DOURADOS
Mais de 23 mil alunos da Reme voltam às aulas nesta segunda
TRÊS LAGOAS
Polícia Federal prende seis e apreende quase uma tonelada de cocaína
INFORME PUBLICITÁRIO
Altas temperaturas elevaram consumo de energia em MS
TEMPO
Segunda-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
SHOWBIZZ
Isis Valverde completa 32 anos, posa de biquíni e filosofa na web
CICLISMO
Bonito Cross fecha primeira edição com Mountain Bike e Duathlon

Mais Lidas

DOURADOS
Após denúncia anônima, Polícia fecha “boca de fumo” no jardim Itália
POLÍCIA
Para defender a mãe de agressão, adolescente mata padrasto a tiros
Homem é assassinado a tiros de pistola na região de fronteira
TRÁFICO
Homem de 27 anos é preso com 185 quilos de maconha em residência