Menu
Busca terça, 22 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221

Problemas da Justiça Federal são tema de debate na OAB de Dourados

02 junho 2011 - 10h50

A demora processual gerada pela falta de peritos é uma das principais reclamações dos advogados com relação à Justiça Federal na Comarca de Dourados. Diante desse e outros problemas, a subseção da OAB no município realiza nesta sexta-feira, dia 03 de junho, a partir das 8 horas, reunião com advogados e demais interessados que atuam na Justiça Federal para discutir a situação em Dourados e na região.

De acordo com notícia publicada no site da OAB, a ideia é reunir os profissionais para debater a relação advogado/Judiciário/sociedade. “Iniciamos o ciclo de discussões abordando as dificuldades encontradas na Justiça do Trabalho e vemos agora a necessidade de falar da Justiça Federal”, afirma o presidente da Subseção de Dourados, César Rasslan Câmara.

Câmara informa ainda que recebeu diversas reclamações dos advogados. A principal delas se refere ao número de peritos e a demora processual. “Os advogados reclamam do número de peritos que é inferior à demanda, o que gera uma grande demora processual, principalmente na área previdenciária. A Comarca conta com mais de cinco mil processos em tramitação com apenas dois juízes em cada Vara, isso dificulta muito”, ressalta o presidente.

Além disso, a Subseção pede também a instalação do Juizado Federal e solicita a implantação da Defensoria Pública em Dourados. Outra necessidade apontada pelos advogados é a tomada de providências em relação à substituição de juízes. “Nossa Comarca vive fazendo substituição de juízes gostaríamos que o Judiciário nos atendesse e disponibilizasse um juiz fixo”, diz Câmara.

Outro ponto a ser discutido na reunião é o Provimento 321 do TRF-3ª Região (Tribunal Regional Federal da Terceira Região) que estabelece que toda distribuição de qualquer ação na Justiça Federal de 1º grau seja instruída de uma declaração firmada pelo advogado e pela parte requerente, afirmando ser a primeira vez que postula o pedido em questão e que não postula ou não postulou anteriormente o mesmo pedido, em qualquer juízo. “Estamos ao lado da Seccional e vamos recorrer desse Provimento, pois achamos ilegal”, finaliza.

Após a reunião, será feito um relatório que será entregue durante a inspeção na 1ª e 2ª Vara de Dourados que acontece de 13 a 17 de junho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NA SUIÇA
Bolsonaro defende preservação ambiental e desenvolvimento econômico
SAÚDE
Supera promove saúde mental e apoia Janeiro Branco
NOVA ANDRADINA
Idoso é autuado em R$ 1,6 mil por transportar pneus contrabandeados do Paraguai
ESPORTES
Uma partida abre a 2ª rodada do Estadual 2019 nesta terça-feira
20 ANOS DEPOIS
Sete pessoas que atuaram na equipe do ex-governador de MS Wilson Barbosa são condenadas por improbidade
VAGAS
Hoje iniciam as matrículas de estudantes com deficiência na UFGD
DOURADOS
Convênio com Jucems para operacionalização da Redesim é renovado
INTERNACIONAL
Protestos violentos tomam conta de Caracas e cidades da Venezuela
FAMOSOS
Grávida, Thaeme celebra quatro anos de casamento e sai da dieta
POLÍTICA
Ministros estão "mapeando" problemas pelo Brasil, diz Bolsonaro

Mais Lidas

IVINHEMA
Assaltante é morto após invadir chácara, sequestrar duas vítimas e tentar roubar carros
DOURADOS
Rapaz é agredido com garrafa quebrada e acaba internado em estado gravíssimo no HV
BR-262
PRF aponta “erro” em divulgação de suicídio como causa de acidente com três mortes
POLÍCIA
Presos por sequestro em Ivinhema são identificados na Defron