Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Prefeitura de Dourados recupera estradas na reserva

14 janeiro 2004 - 15h48

Atendendo a reivindicações das principais lideranças indígenas da Aldeia Bororó, durante reunião realizada na manhã da última segunda-feira, o prefeito Laerte Tetila determinou ao secretário Municipal de Infra-Estrutura, Jorge Hamilton Torraca, a imediata recuperação das estradas que cortam a Reserva Indígena de Dourados.Na reunião, realizada na Escola Araporã, por ocasião do anúncio de construção de 200 casas para os índios da Aldeia Bororó, os líderes indígenas disseram o trabalho realizado pela Prefeitura nos dois primeiros anos da administração do prefeito Larte Tetila ficou muito bom, tanto é que as estradas ainda estavam bem conservadas, mas existem pontos críticos que necessitam de cascalho.O prefeito explicou que naquela oportunidade, a própria comunidade indígena havia autorizado a retirada de cascalho do interior da reserva, utilizado na recuperação da malha viária das duas aldeias. Entretanto, um grupo de indígenas da própria reserva denunciou o prefeito ao Ibama, sobre a extração de cascalho e Tetila acabou tendo que responder a um processo ambiental por causa disso.Em razão desse processo, o prefeito teve que retirar as máquinas da reserva, não sem antes fazer a compensação do cascalho retirado, que foram realizadas com a construção de açudes para criação de peixes e colocadas camadas de terra para promover a volta da vegetação.Os índios, diante desse problema, resolveram realizar um abaixo-assinado para encaminhar ao Ministério Público Federal com a finalidade de solicitar aos procuradores da República em Dourados uma intervenção no sentido do Ibama autorizar a retirada do cascalho para a recuperação da malha viária da Reserva Indígena de Dourados.Tetila explicou que, com o apoio do MPF, poderá voltar com as máquinas e realizar o cascalhamento dos pontos críticos das estradas, até o início das aulas, uma vez que a malha viária das duas aldeias é utilizada para o transporte escolar. “Não é possível trazer cascalho de fora, porque encareceria muitos os serviços e não temos recursos sobrando para isso se existem grandes jazidas na reserva”, explicou Tetila. Tetila explicou que o trabalho de recuperação das estradas da reserva começou pela Aldeia Bororó, mas se estenderão também para outros trechos daquela área, deixando a malha viária nivelada e faltando apenas o cascalhamento nos pontos críticos. “Estamos realizando vários trabalhos na reserva e, se nos autorizarem a retirar o cascalho, poderemos resolver os problemas nos pontos críticos rapidamente, pois vontade e disposição nós temos”, destacou o prefeito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Bombeiro usou técnica de rapel para resgatar mulher em torre
BALANÇO
Em 40 dias, apreensões de agrotóxicos superam quase 200% do acumulado em 2019
DOURADOS
Após negociação, mulher é resgatada de torre no Guaicurus
COTAÇÃO
Dólar fecha em alta e renova patamar recorde
BRASIL
Greve não impacta preço dos combustíveis, diz Petrobras
TECNOLOGIA
Empresários de MS receberão R$ 2 mi para incentivar produtos e serviços inovadores
DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DEFINIÇÃO
Nomeados novos membros do Comitê Estadual para Refugiados, Migrantes e Apátridas de MS
KIT RONI
Em apreensão, policiais encontram “kit” que transforma pistola em submetralhadora
DEFRON
Mais de 15t de drogas são incineradas no Distrito Industrial em Dourados

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018