20/03/2017 15h05

Prefeitura busca retomada de obras do Frigorífico do Peixe


Da Redação
 
Secretário Landmark Rios diz que finalização do frigorífico está entre as prioridades da prefeita Délia​. Foto: A. Frota Secretário Landmark Rios diz que finalização do frigorífico está entre as prioridades da prefeita Délia​. Foto: A. Frota

A Prefeitura de Dourados tem buscado a retomada das obras do Frigorífico do Peixe paralisadas desde 2013. Uma solução, tendo em vista a ativação do local que atenderia uma média de 700 produtores, é cobrada junto ao Ministério da Agricultura para que seja iniciada a segunda etapa das obras.

O investimento no Frigorífico de Dourados foi de pouco mais de R$ 1 milhão até a paralisação, referente a primeira etapa, conforme explica o secretário municipal de Agricultura Familiar e Economia Solidária, Landmark Ferreira Rios. Para a segunda e final etapa, há a necessidade estimada de um valor de R$ 6,8 milhões.

"Este valor seria para o asfaltamento, equipamentos, cercamento, enfim tudo de acordo com o projeto e, tem sido prioridade da prefeita Délia Razuk esse término, para força da economia local no setor", destaca o secretário.

Em 2015, a União devolveu o valor de contrapartida do município de R$ 272 mil que estava depositado em uma conta do Ministério da Agricultura, já que não houve efetivação do projeto.

O secretário destaca que o município cumpriu todas as exigências para a instalação do frigorífico e que com a paralisação das obras, os produtores são prejudicados.

"Foi cumprido tudo o que foi solicitado em projeto sanitário, urbanização, licenças ambientais, muitos trâmites e infelizmente o dinheiro não veio. Os produtores padecem sem investimento, poderiam enviar seu pescado, ter o processo de industrialização desse produto, com um valor mais acessível, como um exemplo, para a festa do Peixe, o trabalho seria para 20 mil toneladas, com possibilidade de um preço mais acessível", citou.

Como o Ministério da Pesca foi extinto, as tratativas sobre o projeto seguem junto ao Ministério da Agricultura. O secretário enfatiza que os parceiros MS Peixe, Universidade Federal da Grande Dourados e Comissão Municipal de Agricultura também estão juntos pelo andamento do projeto.

Para a abertura da 13ª Festa do Peixe, por solicitação de Délia Razuk, é esperada a visita do coordenador de Pesca e Agricultura do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), César Moura, para falar sobre o assunto.

"Destaco que o César Moura tem nos apoiado bastante para juntos acharmos uma solução para o frigorífico. A prefeita quer que seja encontrada uma saída e temos buscado isso", pontuou.

Em ativação plena, o Frigorífico teria capacidade para 5 mil toneladas por dia. O atendimento abrangeria a produção de cerca de 40 municípios do entorno de Dourados.

Envie seu Comentário