Menu
Busca sábado, 25 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Preço da cesta básica terminou 2019 com aumento em Dourados, afirma pesquisa

15 janeiro 2020 - 15h05Por Da redação

O valor da Cesta Básica do mês de Dezembro de 2019 comparado com o mês de novembro de 2019 apresentou um aumento de 1,46%, segundo resultado de pesquisa realizada pelos acadêmicos da Faculdade de Administração da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados). 

Já o acumulado do ano de 2019 chegou a 15,82% perante 8,55% em 2018. Essa elevação foi muito acentuada se levarmos em conta o comportamento da inflação que fechou em 4,48% segundo dados do IBGE no ano de 2019.  

Os produtos que compõem a Cesta Básica conforme o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) de acordo com a Lei Nº 399 que estabelece o salário mínimo são: (Açúcar, arroz, banana, batata, café, carne, farinha de trigo, feijão, leite, margarina, óleo de soja, pão-francês e tomate). 

Os preços da cesta básica de novembro de 2019 com estes produtos ficaram em R$ 432,29 o que significa 43,32% do Salário mínimo que foi de R$ 998,00. E no mês de dezembro de 2019, o trabalhador douradense teve que destinar uma quantia maior a isso para a compra dos produtos componentes da cesta básica que foi de R$ 438,58, o que equivale a 43,95% do salário mínimo vigente. 

ESTADO

Comparado com a capital do Estado de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, onde o preço da sua Cesta no mês de dezembro de 2019 foi de R$ 450,08; a Cesta douradense é menor que a capital do Estado. Registramos que a capital do sul-mato-grossense apresentou no ano de 2019 um aumento da Cesta Básica de 6,43%. Desta vez, o preço da Cesta Básica douradense do mês de dezembro de 2019 superou aos preços praticados em 7 capitais estaduais do país, estas são; Fortaleza, Belém, Natal, Recife, João Pessoa, Salvador e Aracajú conforme o DIEESE.

NACIONAL

O maior preço da Cesta Nacional no mês de dezembro de 2019 foi registrado em Rio de Janeiro, com R$ 516,91; seguida por Florianópolis (Santa Catarina) com R$ 511,70 e a terceira capital com maior preço da Cesta foi São Paulo, com R$ 506,50. 

O valor da Cesta do ano de 2019 teve um aumento em 16 das 17 capitais do país, conforme constata o DIEESE. O resultado dos preços da Cesta Básica é um indicador muito importante para toda a economia brasileira, já que reflete a situação dos preços no setor de alimentos.    

No mês de dezembro de 2019, os menores preços foram encontrados na capital do Estado da Paraíba, João Pessoa com R$ 373,56; Salvador (Bahia) com R$ 360,51 e com o menor preço da Cesta Básica do país no mês referido foi registrado em Aracaju (Sergipe) com R$ 351,97. Observamos que os menores preços foram praticados nas capitais da Região Nordeste do país, fato este que se repete desde o início da pesquisa. 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE
Motociclista morre ao colidir contra poste em bairro de Campo Grande
VILA FORMOSA
Projeto “Mais Movimento”, reduz índices de doenças crônicas
POLÍCIA
Grávida, adolescente de 15 anos briga com padrasto e o agride a facadas
JUSTIÇA
TRT ratifica obrigação da Eldorado adequar jornada de motoristas
POLÍCIA
Contrabandista ligado a doleiro que agia na fronteira é expulso do Paraguai
ITINERANTE
Carreta da Justiça atende 383 pessoas na volta do serviço em 2020
CAPITAL
Polícia fecha boca de fumo que funcionava como desmanche de motos
DOURADOS
Prefeitura intensifica parceria com piscicultores para ampliar produção
SEGURANÇA
Ministério Público libera Morenão para partidas do Estadual de Futebol
SERVIÇO
Detran/MS suspende emplacamento para implantação da Nova PIV

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Pai e filha moradores de Dourados morrem em acidente no Paraná
DOAÇÃO
Órgãos captados em Dourados vão salvar vidas em três Estados
TRÁFICO
‘Espaço de lazer’ em Dourados era usado para guardar drogas e abrigar fugitivos
DOURADOS
Assassinato na Vila Rosa aconteceu por ciúmes durante manutenção em porta