Menu
Busca domingo, 17 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Pesquisa mostra que cesta básica custa quase 40% do salário mínimo em Dourados

12 fevereiro 2019 - 16h35Por Gizele Almeida

Os douradenses precisam desembolsar quase 40% de um salário mínimo para adquirir uma cesta básica.  A levantamento foi realizado por acadêmicos do curso de Ciências Econômicas da Faculdade de Administração Ciências Contábeis e Economia (FACE) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e mostra que em fevereiro, o valor do item é de R$ 378,66. 

O total representa 37,94% do salário mínimo, com base em janeiro, sendo este de R$ 998. 

Com isso, a pesquisa mostra queda no valor da cesta básica para os douradenses de 0,79%. Em dezembro de 2018 o preço da cesta básica ficou em R$ 381,06 o que significa 40,01% do salário mínimo que foi de R$ 954,00.

Os dados apontam ainda que no mês de dezembro/2018, um trabalhador douradense para pagar a cesta básica tinha de trabalhar 88 horas e 1 minuto. Já no mês de Janeiro/2019, o trabalhador precisou de um tempo inferior para comprar alimentos que foi de 83 horas e 28 minutos. 

Os produtos que compõem a cesta cásica conforme o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) de acordo com a Lei Nº 399 que estabelece o salário mínimo são: Açúcar, arroz, banana, batata, café, carne, farinha de trigo, feijão, leite, margarina, óleo de soja, pão-francês e tomate.

Destes, segundo os dados, sete apresentaram um aumento de preços no mês de janeiro em Dourados, sendo o mais notável o feijão com 46,21%, posteriormente a batata com uma forte elevação de 45,71%. Outros itens que apresentaram aumento foi a banana com uma elevação de 9,67% do seu preço, a margarina 3,90%, leite com 2,59% e com uma leve elevação, a carne com 0,49% e o arroz com 0,29%.

Os produtos que diminuíram de preço no mês de Janeiro, foram: o tomate com forte queda de 43,35%, açúcar com 3,34%, óleo de soja com 2,76% de queda, café com 2,47%, farinha de trigo com 0,50%,  E o pão-francês fechou sem nenhuma variação no mês de Janeiro/2019 se compararmos com o mês de Dezembro/2018.

Em Campo Grande, o valor da cesta básica no mês de janeiro foi de R$ 414,83. 

A nível nacional, São Paulo registrou o maior preço da cesta básica entre as capitais do país que foi de R$ 467,65, já a capital fluminense, Rio de Janeiro, foi a segunda capital mais cara com R$ 460,46. E a terceira capital onde a cesta esteve mais elevada foi em Porto Alegre com R$ 441,65. 

Os menores preços médios no mês de janeiro foram verificados em Salvador (Bahia) com R$ 353,43, em Natal (Rio Grande do Norte) com R$ 351,83 e Recife, com R$ 348,85. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAUUUUU!!
Graciele Lacerda exibe corpão em foto e recebe enxurrada de elogios
PROVA ACONTECE AMANHÃ
Concurso da Educação terá reforço na segurança
BRASIL
eSocial já tem 24 milhões de trabalhadores cadastrados
490 EMPRESAS
Jucems registra em janeiro, melhor resultado em cinco anos
BRASIL
Após tragédia, futuro do Ninho do Urubu está indefinido
CAMPO GRANDE
Casa é queimada e morador acredita em fogo criminoso
PROVAS AMANHÃ
Agência orienta candidatos de concurso a não viajarem com transportadores clandestinos
CASO QUE CHOCOU
Homem que furtou corpo de cemitério disse ter ouvido vozes
BRASIL
Repasses de fevereiro a beneficiários do Bolsa Família vão até o dia 28
BELEZA NATURAL
Asfalto da MS-450 avança entre morros e potencializa o turismo na Estrada Ecológica

Mais Lidas

TRÂNSITO
Vídeo mostra acidente que matou duas pessoas em Dourados
TRÂNSITO QUE MATA
Dois morrem em colisão frontal em Dourados
DOURADOS
Jovem morre após troca de tiros com a polícia no Água Boa
JARDIM COLIBRI
Homem é executado na frente da mulher em Dourados