Menu
Busca domingo, 18 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Pesquisa mostra que cesta básica custa quase 40% do salário mínimo em Dourados

12 fevereiro 2019 - 16h35Por Gizele Almeida

Os douradenses precisam desembolsar quase 40% de um salário mínimo para adquirir uma cesta básica.  A levantamento foi realizado por acadêmicos do curso de Ciências Econômicas da Faculdade de Administração Ciências Contábeis e Economia (FACE) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e mostra que em fevereiro, o valor do item é de R$ 378,66. 

O total representa 37,94% do salário mínimo, com base em janeiro, sendo este de R$ 998. 

Com isso, a pesquisa mostra queda no valor da cesta básica para os douradenses de 0,79%. Em dezembro de 2018 o preço da cesta básica ficou em R$ 381,06 o que significa 40,01% do salário mínimo que foi de R$ 954,00.

Os dados apontam ainda que no mês de dezembro/2018, um trabalhador douradense para pagar a cesta básica tinha de trabalhar 88 horas e 1 minuto. Já no mês de Janeiro/2019, o trabalhador precisou de um tempo inferior para comprar alimentos que foi de 83 horas e 28 minutos. 

Os produtos que compõem a cesta cásica conforme o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) de acordo com a Lei Nº 399 que estabelece o salário mínimo são: Açúcar, arroz, banana, batata, café, carne, farinha de trigo, feijão, leite, margarina, óleo de soja, pão-francês e tomate.

Destes, segundo os dados, sete apresentaram um aumento de preços no mês de janeiro em Dourados, sendo o mais notável o feijão com 46,21%, posteriormente a batata com uma forte elevação de 45,71%. Outros itens que apresentaram aumento foi a banana com uma elevação de 9,67% do seu preço, a margarina 3,90%, leite com 2,59% e com uma leve elevação, a carne com 0,49% e o arroz com 0,29%.

Os produtos que diminuíram de preço no mês de Janeiro, foram: o tomate com forte queda de 43,35%, açúcar com 3,34%, óleo de soja com 2,76% de queda, café com 2,47%, farinha de trigo com 0,50%,  E o pão-francês fechou sem nenhuma variação no mês de Janeiro/2019 se compararmos com o mês de Dezembro/2018.

Em Campo Grande, o valor da cesta básica no mês de janeiro foi de R$ 414,83. 

A nível nacional, São Paulo registrou o maior preço da cesta básica entre as capitais do país que foi de R$ 467,65, já a capital fluminense, Rio de Janeiro, foi a segunda capital mais cara com R$ 460,46. E a terceira capital onde a cesta esteve mais elevada foi em Porto Alegre com R$ 441,65. 

Os menores preços médios no mês de janeiro foram verificados em Salvador (Bahia) com R$ 353,43, em Natal (Rio Grande do Norte) com R$ 351,83 e Recife, com R$ 348,85. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Mia Khalifa cria atrito no pornô internacional ao renegar passado na indústria
ESCOLARES
Modalidades individuais dos Jogos Escolares da Juventude terão como sede Corumbá e Nova Andradina
EMPREGO
MS tem a 4ª menor taxa de desocupação do país no segundo trimestre de 2019, diz IBGE
BRASIL
Remédio para cólica menstrual tem efeito para tratar esquistossomose
GUIA LOPES
Homem é flagrado com couro de onça e multado pela PMA
MELHOR IDADE
Confira os vencedores da etapa do voleibol adaptado e bocha
ESTELIONATO
Homem perde R$ 14 mil ao cair em golpe pela internet
CAMPO GRANDE
Decisão anula TAC que estabelece remoção de empresas de antigo lixão
ENCONTRO
Centro Acadêmico de Medicina realiza I Workshop na capital
BRASIL
Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 24 milhões

Mais Lidas

BR-163
Passageira morre após homem colidir moto contra placa de sinalização em Dourados
DOURADOS
Acidente com morte pode ter ocorrido após motociclista ser fechado por carro
DOURADOS
Homem fica ferido após estouro de equipamento na Cabeceira Alegre
POLÍTICA
PSL lança nome para Prefeitura de Dourados e senadora descarta aliança com tucanos