Menu
Busca terça, 28 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Portadores de deficiência realizam manifestação em Dourados

03 dezembro 2003 - 19h02

Um grupo de pessoas portadoras de deficiência participou, na manhã desta quarta-feira, de uma passeata pelo centro da cidade para intensificar a campanha por melhores espaços e acessibilidade a prédios públicos e particulares, bem como conscientizar as autoridades e a população sobre sua situação.A passeata foi realizada na avenida Marcelino Pires, com o grupo distribuindo panfletos, visitando lojas e conversando com comerciantes sobre a necessidade de acesso aos estabelecimentos comerciais, lembrando que os deficientes também são consumidores e terminou na praça Antônio João, onde os manifestantes lembraram o “Dia Internacional dos Portadores de Deficiência”.A coordenadora do Centro de Convivência de Renda da Pessoa Portadora de Deficiência, Elza Pedroso destacou que a entidade, que conta hoje com uma freqüência normal de 100 pessoas, já tem cadastrado mais de 1.300 portadores de deficiência, que recebem orientações, participam de cursos profissionalizantes, desenvolvem atividades culturais, educacionais e recreativas e são encaminhados ao mercado de trabalho.Único no País, o Centro de Convivência, mantido pela Prefeitura, tem realizado um trabalho direcionado ao atendimento das pessoas portadoras de deficiência, bem como uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação para a inclusão de crianças e jovens nas creches e escolas, com adaptações para a educação especial.A coordenadora de Educação Especial da Prefeitura, Cláudia Helena Castilho Teixeira disse que esteve recentemente em Brasília, acompanhada da superintendente de Educação e Ensino, Raquel Alves de Carvalho, apresentando os resultados do trabalho com crianças e pessoas portadoras de deficiência em Dourados e que o Município foi elogiado pela criação e manutenção do Centro de Convivência e dos programas educacionais voltado a essas crianças, jovens e adultos.Cláudia Teixeira ressaltou que, apesar das limitações, tanto o Centro de Convivência, quanto a Secretaria Municipal de Educação têm realizado trabalhos avançados na área, bem como capacitando profissionais para implementar as políticas de inclusão das pessoas portadoras de deficiência. Em razão desses programas, Dourados se transformou em um pólo de inclusão às pessoas portadoras de deficiência, encaminhando mais de uma centena para o mercado de trabalho e proporcionando o acesso ao ensino infantil e regular, com acompanhamento de profissionais qualificados.O presidente da Associação Douradense de Portadores de Deficiência, Arcelino Arce, disse que a campanha tem como finalidade conscientizar a população para que colabora na superação das barreiras dos deficientes. Ele mesmo, superando uma dessas barreiras, com o apoio do Centro de Convivência, construiu uma cadeira de rodas especial que, nas lojas, custa mais de R$ 5 mil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NAVIRAÍ
Jovem de 22 anos é estuprada após ter casa invadida na madrugada
ENEM
AGU recorre de decisão que suspende divulgação do Sisu
TRÊS LAGOAS
Após exames, Secretaria de Saúde descarta morte de idoso por dengue
AVIAÇÃO CIVIL
Cade aprova sem restrições compra de parte da Embraer pela Boeing
CAPITAL
Motorista de aplicativo fica paraplégico após acidente em parque aquático
ECONOMIA
Dourados está entre as cidades que mais geraram empregos em 2019
RIO BRILHANTE
Homem morre afogado após se joga de tronco de árvore em rio
SAÚDE
Ana Maria Braga revela que está com câncer no pulmão
IVINHEMA
Médico é preso suspeito de estuprar a ex-enteada de nove anos
JUSTIÇA
Loja é condenada a indenizar cliente vítima de golpe de funcionário

Mais Lidas

DOURADOS
Motociclista bate em caminhão da coleta de lixo e fica em estado gravíssimo
MS
Homem é acusado de colocar sedativo no leite para abusar de enteada
DOURADOS
Designação para escolas e Ceim’s acontece neste sábado
DOURADOS
Carros com som alto e na contramão levam Guarda a dois motoristas bêbados