Menu
Busca domingo, 27 de setembro de 2020
(67) 99659-5905

Portadores de deficiência realizam manifestação em Dourados

03 dezembro 2003 - 19h02

Um grupo de pessoas portadoras de deficiência participou, na manhã desta quarta-feira, de uma passeata pelo centro da cidade para intensificar a campanha por melhores espaços e acessibilidade a prédios públicos e particulares, bem como conscientizar as autoridades e a população sobre sua situação.A passeata foi realizada na avenida Marcelino Pires, com o grupo distribuindo panfletos, visitando lojas e conversando com comerciantes sobre a necessidade de acesso aos estabelecimentos comerciais, lembrando que os deficientes também são consumidores e terminou na praça Antônio João, onde os manifestantes lembraram o “Dia Internacional dos Portadores de Deficiência”.A coordenadora do Centro de Convivência de Renda da Pessoa Portadora de Deficiência, Elza Pedroso destacou que a entidade, que conta hoje com uma freqüência normal de 100 pessoas, já tem cadastrado mais de 1.300 portadores de deficiência, que recebem orientações, participam de cursos profissionalizantes, desenvolvem atividades culturais, educacionais e recreativas e são encaminhados ao mercado de trabalho.Único no País, o Centro de Convivência, mantido pela Prefeitura, tem realizado um trabalho direcionado ao atendimento das pessoas portadoras de deficiência, bem como uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação para a inclusão de crianças e jovens nas creches e escolas, com adaptações para a educação especial.A coordenadora de Educação Especial da Prefeitura, Cláudia Helena Castilho Teixeira disse que esteve recentemente em Brasília, acompanhada da superintendente de Educação e Ensino, Raquel Alves de Carvalho, apresentando os resultados do trabalho com crianças e pessoas portadoras de deficiência em Dourados e que o Município foi elogiado pela criação e manutenção do Centro de Convivência e dos programas educacionais voltado a essas crianças, jovens e adultos.Cláudia Teixeira ressaltou que, apesar das limitações, tanto o Centro de Convivência, quanto a Secretaria Municipal de Educação têm realizado trabalhos avançados na área, bem como capacitando profissionais para implementar as políticas de inclusão das pessoas portadoras de deficiência. Em razão desses programas, Dourados se transformou em um pólo de inclusão às pessoas portadoras de deficiência, encaminhando mais de uma centena para o mercado de trabalho e proporcionando o acesso ao ensino infantil e regular, com acompanhamento de profissionais qualificados.O presidente da Associação Douradense de Portadores de Deficiência, Arcelino Arce, disse que a campanha tem como finalidade conscientizar a população para que colabora na superação das barreiras dos deficientes. Ele mesmo, superando uma dessas barreiras, com o apoio do Centro de Convivência, construiu uma cadeira de rodas especial que, nas lojas, custa mais de R$ 5 mil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONSUMIDOR
Brasil passará a fazer de parte de plataforma internacional de proteção ao consumidor
FISCALIZAÇÃO
PMA é acionada para prender incendiário e usa técnica de contenção para conter fogo
ESPORTE
Desembargadora mantém suspensão de jogo entre Flamengo e Palmeiras
DOURADOS
Festa com mais de cem pessoas é encerrada no Novo Horizonte
CAPITAL
Homem invade casas pelado e é preso
REGIÃO
Bombeiros buscam por criança de 2 anos que caiu no Rio Paraguai
LEVANTAMENTO
72% das empresas pretendem dar apenas aumento definido por acordos coletivos, diz pesquisa
REGIÃO
Homem agride mulher e vai preso
REGIÃO
Homem é executado em bar na fronteira
PANDEMIA
MS ultrapassa 68 mil casos confirmados de Covid-19 e registra 14 novas mortes

Mais Lidas

POLÍCIA
Caminhoneiro de Dourados morre ao capotar na serra de Maracaju
ATO DE FÉ
Após vigílias em frente a hospital, família celebra 'milagre' por homem que caiu do telhado
PONTA PORÃ
Polícia apreende comboio com contrabando avaliado em R$ 1 milhão
CAMPO GRANDE
Gêmeos são executados dentro de quitinete