Menu
Busca quinta, 19 de abril de 2018
(67) 9860-3221
BANNER CORPAL TOPO SITE
DOURADOS

Planos descumprem LRF e provocam impacto acumulado de R$ 60 milhões na folha de servidores

24 outubro 2017 - 13h50

A Prefeitura de Dourados já acumula um impacto salarial na folha de servidores do Município equivalente a R$ 60 milhões, considerando os primeiros dez meses da atual administração. Essa situação vem sendo tratada em constantes encontros promovidos pela equipe econômica do Município com representantes dos servidores, considerando a nova realidade nacional, e a projeção de um déficit superior a R$ 170 bilhões para o ano que vem.

Em função dessa conjuntura, a prefeita Délia Razuk encaminhou para a Câmara de Vereadores projeto de lei que transforma a vantagem financeira adicional, decorrente da implantação da LC (Lei Complementar) 267/2014, a chamada ‘lei do pré-sal’, em gratificação de função aos profissionais da Educação.

“Isso foi necessário porque, na verdade, a lei do pré-sal nem chegou a entrar em vigor no País, e, com a gratificação, o Município assume encargos menores na condição de ente empregador; ou seja, é um esforço compartilhado com todos para sairmos da crise nacional que atinge municípios, estados e a União”, explica a procuradora-geral do Município, advogada Lourdes Benaducce.

A partir da implantação dos planos de recuperação salarial adotados no final do ano passado, o impacto mensal provocado na folha total de salários do funcionalismo chegou à média de R$ 6 milhões/mês. No caso dos servidores da Educação, esse impacto, decorrente da LC 267/2014, que visava reduzir a carga horária de 40 para 20 horas em cinco anos, supera a R$ 3 milhões mensalmente.

Conforme o recente relatório elaborado por equipe de auditores do TCE (Tribunal de Contas do Estado) em Mato Grosso do Sul, divulgado em sessão pública realizada sexta-feira (20) passada pela conselheira Marisa Serrano, Dourados é um dos poucos municípios brasileiros que pagam valores acima do Piso Nacional do Magistério (ensino médio): R$ 1.452,45 por 20h/aula, o que corresponderia a R$ 2.904,90 por 40h/aula. O Piso nacional da categoria, estipulado pelo Ministério da Educação para 2017, é de R$ 2.298,80.

RESPONSABILIDADE FISCAL

De acordo com a equipe econômica do Município, o projeto em análise pela Câmara objetiva apenas corrigir as regras de pagamento do que deveria ter sido colocado como condicionante à aplicação da lei do pré-sal. “Não se pode falar em perdas de direitos quando esse direito nem chegou a existir”, observa a procuradora do Município. O esforço realizado pela administração passada, de pagar a parcela de 1/5 da LC 267, não significa que a prefeita Délia venha agora a incorrer em descumprimento do que prevê a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal).

“O que passar dos índices previstos em lei tem que ser bancado pelos municípios, e Dourados já vem absorvendo o excedente do Fundeb, cujos recursos já não comportam mais o tamanho da folha de pagamento dos nossos professores e agora, com essa expectativa criada em torno da lei do pré-sal, o impacto direto criado para 2017 gira em torno de R$ 2,3 milhões por mês, fora os encargos sociais”, acrescenta a titular da PGM.?

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Lojas do comércio de Dourados podem funcionar normalmente no feriado de Tiradentes
ROTA BIOCEÂNICA
Governo chileno comemora aprovação de ponte em Porto Murtinho, diz Moka
AÇÃO
Veículos roubados são recuperados pela PRF em MS
CULTURA
Ciclo de Cinema Latino-Americano é destaque em abril em Dourados
DOURADOS
Comad prepara a Semana Nacional de Combate às Drogas
DOURADOS
Ex-alunos do Colégio Anglo Unigran recebem medalhas em Olimpíada Brasileira de Física
GERAL
Governador Azambuja cumpre agenda no Sul do Estado amanhã
Reinaldo irá entregar obras no município de Douradina
SEGURANÇA
Cidades têm R$ 271 mi disponíveis para campanhas e fiscalização de trânsito
TRÁFICO
Maconha e ‘super-maconha’ é apreendida pela PRF
ECONOMIA
Prévia da Confiança da Indústria recua em abril

Mais Lidas

ITAPORÃ
Mortos em troca de tiros após assalto eram de Dourados
SEGURANÇA PÚBLICA
Em comunicado, PCC convoca integrantes para “alerta geral”
TENSÃO EM MS
Presos tentam impedir pente-fino na PED, mas agentes fazem ‘limpa’
DOURADOS
Após invadir Ceim, dupla ameaça vigia de morte e rouba equipamentos