Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Murilo reúne agentes de saúde e pede luta contra a dengue

05 dezembro 2012 - 08h03

O prefeito Murilo é mais um “soldado” na luta contra a dengue em Dourados. Na manhã desta terça-feira, ele reuniu os agentes de saúde responsáveis pelo combate à doença e determinou ações rigorosas para manter Dourados com número baixíssimo de casos em comparação a outras cidades de Mato Grosso do Sul.

Enquanto Campo Grande tem 5.433 casos confirmados em 2012 e cidades como Corumbá e Três Lagoas já apresentam milhares de moradores infectados pela dengue neste ano, Dourados tem apenas 33 casos confirmados de janeiro até agora.

“Para deixar a dengue longe da maioria da nossa população, não podemos baixar a guarda. Temos que continuar intensificando as ações e não vamos medir esforços para manter o controle sobre o transmissor da doença”, afirmou o prefeito.

Murilo atribui o resultado positivo ao emprenho e dedicação da equipe de saúde e aproveitou para pedir a colaboração da população. “Todos nós temos que fazer nossa parte. Os douradenses precisam nos ajudar a manter esses números baixos e evitar que a dengue volte a ser uma epidemia em Dourados”, afirmou o prefeito, que aproveitou para cobrar empenho também de todas as secretarias e departamentos da prefeitura na luta contra a dengue.

A meta do prefeito é segurar a média atual de casos até fevereiro de 2013 e para isso, segundo ele, é preciso o envolvimento de todos para que seja formada uma “tropa de choque” contra a dengue.

Murilo autorizou o Departamento de Vigilância em Saúde a cobrar de cada secretaria o que for necessário em termos de serviço e disse que a prefeitura como um todo está à disposição para fazer o que for preciso para manter os casos de dengue controlados.

O prefeito adiantou que o município está concluindo a licitação para a contratação da limpeza de todos os parques da cidade, mais uma ação da prefeitura que vai contribuir significativamente para a manutenção do baixo índice de infestação do mosquito da dengue.

Participaram da reunião com os agentes de saúde o vice-prefeito eleito Odilon Azambuja e secretários municipais.

###NÚMEROS
De acordo com o diretor do Departamento em Saúde Eduardo Arteiro Marcondes, os números mostram que a redução dos casos de dengue é reflexo do trabalho preventivo feito nos bairros. Em 2010 foram visitados 305 mil imóveis em Dourados. No ano passado foram 410 mil residências vistoriadas e em 2012 os agentes de saúde estiveram em 468 propriedades.

Em 2010, Dourados teve 8.122 casos de dengue notificados e a doença foi confirmada em 4.695 pessoas. Em 2011 as notificações caíram para 337 durante todo o ano, com 69 casos positivos. Em 2012, de janeiro até agora, a prefeitura notificou 168 casos suspeitos e apenas 33 foram confirmados.

Na sexta-feira passada a Secretaria Estadual de Saúde divulgou o boletim epidemiológico mostrando Campo Grande com 5.433 pessoas infectadas pela dengue em 2012. A capital de Mato Grosso do Sul registrou duas mortes por dengue e outra ocorreu em Três Lagoas.

O município de MS com maior incidência de dengue é Bodoquena, seguido por Três Lagoas, Corumbá, Pedro Gomes e Ladário. Três Lagoas já registrou 2.103 casos de dengue neste ano e Corumbá 1.759 casos.

“Esse apoio do prefeito é extremamente importante na luta contra a dengue. Temos que trabalhar para manter baixo o índice de infestação do mosquito transmissor e fazer todo esforço necessário para evitar uma epidemia provocada pelo vírus 4, que ainda não chegou, mas certamente chegará a Dourados”, afirmou Eduardo Marcondes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 3 milhões neste sábado
UEMS
Curso de Pedagogia promove encontro brincante hoje em Dourados
ECONOMIA
Petrobras reduz preço da gasolina na refinaria em 4,4% a partir deste sábado
AMAMBAI
Jovem é preso após abandonar veículo com 353 quilos de maconha
TEMPO
Sábado de sol e com temperatura baixa em Dourados
UAU
Giovanna Ewbank encanta de topless nas Maldivas
REGRAS FLEXÍVEIS
Órgão do MPF diz que novo decreto sobre armas pode favorecer milícias
CAMPO GRANDE
Homem aceita se encontrar com marido de colega e é agredido a pauladas
INVESTIGAÇÃO
Queiroz pagou R$ 133 mil em dinheiro por cirurgia em hospital de SP
LADÁRIO
Com motorista refém no MT, casal é preso tentando levar carreta para Bolívia

Mais Lidas

APÓS INVESTIGAÇÃO
Polícia conclui que atentado registrado por vereadora foi acidente de trânsito
VILA CACHOEIRINHA
“Boca” é fechada, mulher é presa e diz traficar pelo baixo valor do salário mínimo
TRÁFICO
Motorhome com destino a São Paulo é apreendido com mais de 4 toneladas de maconha
MS-156
Dupla é presa pela PF com pistolas entre Dourados e Itaporã