24/02/2014 06h13 -

Cidade de Dourados é destaque positivo na revista Veja

 

Assecom
 
Capa e páginas internas da Revista Veja que cita Dourados em 2º no ranking nacional de emprego de qualidade

Foto: Dênes de Azevedo/Assecom
Capa e páginas internas da Revista Veja que cita Dourados em 2º no ranking nacional de emprego de qualidade

Foto: Dênes de Azevedo/Assecom

O município de Dourados é o segundo do Brasil em crescimento do emprego bom (aquele com salários acima de sete mínimos – R$ 5 mil ou mais). É o que aponta a Revista Veja na edição desta semana, que circula em Dourados deste a tarde deste domingo.

O assunto é a manchete de capa da revista. A reportagem “Sorria: Bons empregos à frente”, em que Veja aponta o “ranking das 10 cidades brasileiras que mais oferecem vagas com salário de 5.000 reais por mês – ou mais” mostra “Onde Estão os bons salários” no Brasil.

Veja elaborou o ranking a partir dos registros do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e emprego com base no ano de 2013. O ranking, segundo a revista, aponta “as cidade que fogem à regra da escassez de empregos bem remunerados”.

Para elaborar o ranking, além do bom desempenho em 2013, a revista considera a perspectiva de o município manter o ritmo de contratação em 2014. Veja aponta Dourados como polo de educação e saúde de 30 municípios sul-mato-grossenses onde vivem mais de 1 milhão de habitantes.

A reportagem cita a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) com 28 cursos em 2013 e abertura de mais sete em 2014 com contratação de pelo menos mais 45 professores. Cita ainda a abertura dos cursos de engenharia civil, engenharia mecânica e engenharia de computação, todas voltadas para atender a demanda das 16 usinas de açúcar, etanol e energia da região.

Veja aponta o setor sucroenergético como o que cria oportunidades no setor de serviços, como restaurantes, centros de estética, escolas, academias de ginástica e hospitais. Cita o exemplo do Hospital do Coração que há 10 anos empregava 40 pessoas e hoje 250. O hospital vai criar mais 150 empregos nos próximos dois anos.

A reportagem cita o exemplo do médico cardiologista Matheus Andreata, de 29 anos, que trocou São Paulo por Dourados com a mulher em busca de mais tranquilidade. “Em São Paulo os médicos recém-formados pegam os horários que sobram, têm poucas consultas e a perspectiva financeira também é pior”, disse Andreatta à revista.

A equipe da Revista Veja ficou em Dourados nos dias 15, 16 e 17 de janeiro. O prefeito Murilo recebeu a repórter Nathalia Watkins em seu gabinete e falou das perspectivas de crescimento de Dourados.

Os números levantados pela Revista confirmam o que o prefeito tem dito sobre o crescimento do município. Ele enfatiza sempre que Dourados é a cidade que mais cresce no Estado. No estudo da revista aparece também Três Lagoas, mas em terceiro lugar no ranking, atrás de Dourados.

“Isso confirma que Mato Grosso do Sul é a bola da vez no Brasil e Dourados é a bola da vez no Mato Grosso do Sul e no Centro Oeste”, afirma o prefeito Murilo. Dourados retomou o crescimento da economia a partir do “Projeto Polo de Serviços do Setor Sucroenergético de Dourados e Região”, do programa “Qualifica Dourados” e de outros programas de geração de emprego criados por Murilo assim que assumiu a prefeitura em 2011.

O ranking:

1º - Itabira (MG);

2º - Dourados – MS;

3 – Três Lagoas – MS;

4º - Saquarema (RJ);

5º - Ipojuca (PE);

6º - Maragogipe (BA);

7º - Altamira (PA);

8º - Indaiatuba (SP);

9º - Vila Velha (ES);

10º - São José do Norte (RS).