01/03/2013 06h47 -

Multas por descumprimento de TAC vão para Polícia Civil de Dourados

 

Assessoria
 
Delegado regional da Polícia Civil em Dourados, Antonio Carlos Videira, e o procurador Jeferson Pereira. Delegado regional da Polícia Civil em Dourados, Antonio Carlos Videira, e o procurador Jeferson Pereira.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) realizou, no dia 25 de fevereiro, a entrega de bens destinados a atender a Delegacia Regional de Polícia Civil de Dourados. O objetivo é promover melhorias no atendimento prestado à população da região.

Multas trabalhistas decorrentes de ação de execução por descumprimento de termo de ajuste de conduta (TAC) foram revertidas na aquisição de equipamentos para equipar as unidades administrativas da Polícia Civil instaladas em Dourados. No total, R$ 102.056,00 foram destinados à aquisição de eletroeletrônicos, equipamentos de informática e de bebedouro elétrico, entre outros bens.

Segundo destaca o procurador do Ministério Público do Trabalho em Dourados, Jeferson Pereira, os valores foram revertidos em benefício da comunidade local de Dourados e região, na aquisição de bens e equipamentos necessários a aparelhar órgãos públicos, no interesse social e dos trabalhadores.

(2) Comentários

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

MAIS UMA VEZ EU TENHO Q FALAR PARA O PROCURADOR DO TRABALHO DR. JEFERSON PEREIRA ELE SIM PODE CANTAR A MUSICA DO ROBERTO CARLOS (ESTE CARA SOU EU ) , DEPOIS DE BENEFICIAR OS DEFICIENTES DE DOURADOS COM UM MICRO ONIBUS E UMA PALIO WEKEND PARA ATENDER OS DEFICIENTES, AGORA AJUDANDO A NOSSA POLICIA CIVIL ..
UM MEGA ABRAÇO .
ALEX SANDRO PEREIRA DE MORAIS
VICE PRESIDENTE DO CENTRO DE APOIO AO DEFICIENTE FISICO DE DOURADOS.

 
ALEX SANDRO PEREIRA DE MORAIS em 01 de março de 2013 às 13:22

porque sera que estas multa nao sao revertida p/ a saude de dourados ms que esta um caus, E mesmo sendo destinada a seguranca nao tem como aproveitar esta verba pois nao temos presidio p/ este pessoal ,a policia prende hoje amanha tem que soltar .a saude nao esta diferente enterna hoje amanha tem que matar p/ ter espaco nos hospitais e estas pessoas nao tem diferenciamento nao pode ser filho de juiz ou filho do PEDREIRO LUIZ ASS. CHICO SPIA ESSE NAO AMARELA F.A.S.

 
francisco de assis da silva em 01 de março de 2013 às 07:44