Menu
Busca sábado, 19 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
11 DE SETEMBRO

Mulher morre três dias após ser espancada e esfaqueada em Dourados

15 setembro 2017 - 08h36

Mariana Benites de Oliveira, 27, morreu na noite de quinta-feira (14) no Hospital da Vida em Dourados. No dia 11 de setembro ela foi abordada por três homens que a agrediram e levaram dela R$ 60.

O caso ocorreu na rua D-11, Vila Mariana, mesmo bairro onde a vítima mora.

Conforme o boletim de ocorrência, ela seguia pela via na companhia de amiga quando o grupo fez a abordagem. Em seguida começaram a agredi-la a pauladas, pedrada e chutes, recebendo ainda uma facada no pescoço.

Ferida a mulher seguiu até sua casa e conseguiu ligar para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhada ao hospital, não resistiu aos ferimentos e morreu.

O caso foi registrado pela irmã de Mariana no 1º Distrito Policial de Dourados como morte a esclarecer e não como latrocínio - roubo seguido de morte - ou feminicídio. Os suspeitos já estão identificados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMPASSE
Representantes da UFGD recorrem à bancada federal para nomeação de reitor
10 MESES
Bombeiros encontram mais um corpo da tragédia em Brumadinho
INVENTÁRIO
Juiz da Capital pode estar ligado a mais um esquema de corrupção
UEMS
Dourados sedia na próxima semana o IV Congresso de Línguas
INTERNACIONAL
Incerteza sobre 4º mandato de Evo marca eleição amanhã na Bolívia
Céuzinho
Jovem sobrevive após cair de altura de 20 metros em cachoeira
JUDICIÁRIO
Gilmar Mendes suspende lei municipal que barrava ensino de gênero
CAPITAL
Aquaplanagem pode ter causado acidente que matou violeiro, diz motorista
UEMS
Semana Técnica de Computação começa segunda-feira em Dourados
CRIMINOSOS
‘Escritório’ da falsificação: Preso tinha contratos com grupo de estelionatários

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista bêbado tomba veículo na Joaquim Teixeira Alves
DOURADOS
Além de droga, pente-fino na PED encontrou cachaça, roteador de internet e ‘sky gato’
DOURADOS
Alvo de furtos e abusos no trânsito, avenida passa a ser monitorada por câmeras
PONTA PORÃ
Empresário é executado por pistoleiros na fronteira