Menu
Busca Quinta, 23 de Novembro de 2017
(67) 9860-3221
Sertão - Novembro 2017

Mulher fica 19 horas com feto morto dentro do útero em Dourados

26 Janeiro 2012 - 18h08

Ricardo Alves dos Santos denuncia ao site Douradosnews o descaso que sua esposa sofreu nos atendimentos dispensado pelo Centro de Atendimento Médico (CAM) e o Hospital Universitário de Dourados (HU).


O fato

Ricardo, 36 anos, serralheiro, morador no Jardim Ouro Verde; conta que sua esposa, com gravidez de risco foi diagnosticada com eclampsia (pressão alta na gravidez), inchaço e sensação de paralisia nas extremidades. A paciente teve o acompanhamento pelo CAM, mas quando passava mal fora da data dos agendamentos era encaminhada para o HU.

Com vários laudos médicos que apontavam a necessidade de acompanhamento contínuo devido a gravidez de risco, Ricardo mostrou a redação laudos do dia 20/10/2011 e do dia 10/01/2012.

No último dia 10, Ricardo levou a esposa para o HU, após ter vazamento do líquido amniótico, Ivone ficou internada até o dia 12 de janeiro, onde segundo o marido nada foi constatado de anormal no feto. “ Toda vez que Ivone passava mal, os médicos davam remédios e assim que a pressão se normalizava, diziam para que ela voltasse para casa, pois as dores eram normais de uma grávida e o inchaço também. Minha esposa chegou a não querer mais ir ao HU quando passava mal, e afirmou que só voltaria ao hospital quando fosse ganhar o bebê”, disse Ricardo.

O parto

Passado doze dias, em 24 de janeiro, às 14h, de acordo com Ricardo, Ivone sentiu dores e foi levada novamente ao HU. Feita a pré-consulta, Ivone fica na sala de espera, mas o médico se recusa a interná-la. Às 19h, do mesmo dia (24), após troca de turno, outro médico a examina e constata a falta dos batimentos cardíacos do feto. Repetido o exame com outro aparelho, com o mesmo resultado.

Ivone realiza o ultrassom diagnosticando a morte do feto. O médico afirma então aos pais que não pode retirar o bebê por parto de cesária, pois poderia comprometer a mãe com várias infecções.

Medicada para indução de parto normal, Ivone é orientada a esperar mais ou menos por três dias para que o parto se realize.

No dia seguinte(25), após dezenove horas, desesperado, Ricardo denuncia o fato ligando para um programa de rádio, via telefone, no pátio do HU. Ao voltar para a sala de espera da pré consulta, sua esposa já estava no centro cirúrgico. Indignado, Ricardo entra no centro cirúrgico e fotografa a retirada do feto com o pescoço enrolado pelo cordão umbilical.
Ivone de Oliveira é mãe de dois filhos e foi internada no dia 24 no HU e somente depois de 19 horas tem o feto morto retirado de seu útero. A paciente segue internada, tomando soro e medicamentos.

Indignação

Ricardo disse ao Douradosnews que não se conforma com o descaso. Não sabe se houve negligência ou falta dos exames nas várias internações de sua esposa. “Como o médico não viu o cordão umbilical enrolado?! O médico afirmou que a cabeça do feto estava amassada e que já estava morto há mais de uma semana, e doze dias atrás (10 a 12 de janeiro) minha esposa estava internada no HU”, ressaltou Ricardo.

Óbito

Na certidão consta, às 13h05, do dia 25 de janeiro de 2012, natimorto nº 2.196, gestação de 32 a 36 semanas, tendo como causa da morte: anoxia intra uterino “nó verdadeiro de cordão+circular cervical(02)”, na integra.

A assessoria de imprensa do HU foi notificada e disse a redação do site Douradosnews que apresentará amanhã(27) a posição do hospital.


####Mesmo alertando os leitores, o Jornal Dourados News, acatou algumas sugestões, e retirou as fotos que continham cenas chocantes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUA DE MEL
Atleta do nado curte dia de sol nas Maldivas
DOURADOS
Prefeita recebe Udam e destaca trabalho conjunto com presidentes de bairros
ASSEMBLEIA
Executivo envia três projetos à Casa de Leis nesta quarta-feira
FUTSAL
Presidente Vargas é campeão do Estadual feminino
BRASIL
CCJ dá início à tramitação da PEC que acaba com foro privilegiado
SAÚDE
"Ônibus da Saúde" leva atendimento oncológico até Fátima do Sul no próximo sábado
EDUCAÇÃO FÍSICA
Participantes do Desafio 15 Dias do Jorjão perderam 332 quilos
ECONOMIA
Dólar cai e volta a R$ 3,23 com exterior e à espera de reforma da Previdência
DOURADOS
Délia recebe entidades conveniadas e garante manter parcerias
DOURADOS
Termina amanhã as inscrições para residências no HU

Mais Lidas

CANAÃ I
Homem é preso com mais de 100 porções de pasta base
DOURADOS
Jovem é preso em nova fase de operação contra pedofilia
IVINHEMA
Fim do casamento faz ex divulgar fotos íntimas por whatsapp
JARDIM CLÍMAX
Mulher é presa suspeita de vender catuaba a menores