Menu
Busca segunda, 23 de julho de 2018
(67) 9860-3221

MS é sexto estado em solução de inquéritos de homicídios

04 janeiro 2013 - 18h45

No ano passado, a Polícia Judiciária de Mato Grosso do Sul concluiu 512 inquéritos de homicídios abertos até 2007. Com isso, o Estado atingiu a Meta 2 do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) com 94,3% de solução dos processos, ficando com a sexta posição do ranking nacional dos estados em conclusão de inquéritos. Os dados foram divulgados pelo Inqueritômetro, da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp).

O presidente da Comissão de Advogados Criminalistas da OAB/MS, Luiz Carlos Saldanha Rodrigues Júnior, representou a Seccional no lançamento da Meta 2 e acompanhou os trabalhos. O criminalista avalia positivamente os números, mas acredita que ainda faltam investimentos nas polícias judiciais.

“Essa Meta mostra o interesse judicial em solucionar os inquéritos de homicídios. Os números do Estado são considerados bons, mas precisamos comparar com os próximos anos para confirmar se houve crescimento nas soluções destes processos”, comentou Saldanha Júnior.

Até dezembro passado apenas os estados do Acre e Piauí atingiram os 100% na resolução de inquéritos de homicídios até 2007. Mato Grosso do Sul conta ainda com 31 processos como este em aberto.

Para Saldanha Júnior, o Estado ainda necessita de investimentos nas Polícia Judiciárias com a contratação de novos profissionais e compra de materiais. “Os números são bons, mas ainda esbarramos na falta de estrutura, pessoal e equipamentos para que os policiais possam realizar as investigações. Ouvimos, por exemplo, delegados de polícia se queixando das condições de trabalho”, comentou o presidente da comissão da OAB/MS.

Arquivamento de inquéritos de homicídios

O Inqueritômetro aponta ainda outro dado importante. Dos 512 inquéritos de homicídios abertos até 2007 e solucionados, 62% foram arquivados em Mato Grosso do Sul. Do restante, 35% foram denunciados e 3% desqualificados.

“O número é alto, mas tais processos foram arquivados a pedido do judiciário ou autoridade policial, para 'amadurecer' o inquérito ou busca de mais detalhes. Arquivar não significa que o inquérito foi abandonado”, explica Saldanha Júnior.

Os dados do inqueritômetro podem ser acessados [clicando aqui](http://inqueritometro.cnmp.gov.br/inqueritometro/home.seam).

Deixe seu Comentário

Leia Também

ZOOTECNIA
UFGD seleciona bolsistas para pós-doutorado pela CAPES
APRENDIZADO
Grupo ABV realiza 1º Mini Chef Abevê em Nova Andradina
SECURA EM MS
Baixa umidade do ar requer cuidados especiais
CAPACITAÇÃO
Centro de Inovação do Sesi inicia pesquisas sobre gestão em SST
VIOLÊNCIA
Brasileira é executada na frente do filho na fronteira
LAMA ASFÁLTICA
Defesa pede liberdade de André e diz que "estranha" sua prisão
BRASIL
Veja os candidatos a presidente definidos nas convenções partidárias
LEGISLATIVO
Câmara de Dourados retoma sessões nesta segunda-feira
PARA PAGAR DÍVIDA
Mato-grossense é presa com maconha e skunk na rodoviária de Dourados
GAFE
Marcio Garcia se confunde e fala nome de programa da Record na Globo

Mais Lidas

PARAGUAI
Polícia recupera caminhonete roubada de vereador de Dourados
DOURADOS
Poste derrubado após roubo de veículos continua caído na Marcelino Pires
DOURADOS
GM apreende pasta base de cocaína na rodoviária de Dourados
ESTRELA DO LESTE
Homem morre após ser esfaqueado em Dourados