Menu
Busca segunda, 22 de julho de 2019
(67) 9860-3221
MOBILIDADE URBANA

Ministério das Cidades diz ter dinheiro, mas falta planejamento para angariar recursos

20 junho 2015 - 08h15

O secretário nacional de transportes e mobilidade urbana do Ministério das Cidades, Dario Rais, disse na noite de sexta-feira (19) em Dourados que existe dinheiro disponível na pasta para obras, porém, falta planejamento por parte dos gestores para que esses recursos sejam empenhados.

Participando do seminário ‘A Dourados que eu quero’, que trata sobre a mobilidade urbana na cidade, ele citou que mesmo com os cortes recentes de gastos em boa parte das pastas feito pela presidente Dilma Rousseff (PT), os municípios que conseguem apresentar seus projetos, são beneficiados com os repasses.

“O plano de mobilidade faz jus a dinheiro de vários fundos, pode ser financiado. Tudo isso está vinculado ao planejamento. O que mais ‘toca’ quando vou falar com ente federado é isso, como está o planejamento. Tem até uma lei que diz se o município não possuir um plano de mobilidade aprovado ele não faz jus aos recursos. Os cortes [no orçamento] atingem? Claro que atingem, mas isso não significa que você tenha capacidade zero”, ponderou.

Além de Dario Rias, o debate de sexta-feira contou também com a presença do arquiteto douradense Luis Carlos Ribeiro.

O seminário prossegue neste sábado (20) com palestras sobre o tema ‘Mobilidade urbana e o reflexo na qualidade de vida das pessoas: o exemplo de Curitiba (PR)’, realizada por Sérgio Póvoa Pires, presidente do IPPUC (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba).

Em seguida será instalado o fórum permanente de mobilidade urbana de Dourados, com a participação de vários segmentos da sociedade.

De acordo com o propositor do seminário, deputado federal Geraldo Resende (PMDB), a intenção é se extrair o máximo possível de bons exemplos durante os debates para que sejam colocados em pratica na cidade.

“Daqui poderemos pegar vários exemplos e coloca-los em prática. Hoje a mobilidade urbana de Dourados é péssima e precisamos estar atentos a isso. As calçadas são esburacadas, não existe padrão de piso tátil, o trânsito já é bastante pesado e causa engarrafamentos, então, precisamos pensar nisso agora”, comentou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INFRAESTRUTURA
Marçal garante duplicação de três avenidas em Dourados
DOURADOS
Atraso em repasse federal paralisa obra de revitalização da Praça do Transbordo
OPORTUNIDADE
Funtrab tem 613 ofertas para esta semana em todo o MS
IMPOSTO
Licenciamento de placas com final 6 vence em julho
BRASIL
Decreto reestrutura conselho responsável por política sobre drogas
DOURADOS
Casal é preso por maus-tratos após ser flagrado bêbado com criança
DOURADOS
Temperatura deve cair durante a semana e frio volta no sábado e domingo
POLÍCIA
Dupla é presa com droga, arma e munições em Dourados
BR-163
Tráfego sobre o rio Dourados é alterado a partir de hoje para reforço na ponte
DOURADOS
Hospital da Vida atenderá só urgência e trauma em agosto

Mais Lidas

DOURADOS
Homem morre após bater moto em carro parado na Marcelino Pires
AMAMBAI
Morto a tiros em frente a conveniência era 'braço direito' de Jarvis Pavão
RIBAS DO RIO PARDO
Avô e neta morrem após caminhonete bater de frente em carreta
CAPITAL
Acidente entre dois carros e carreta mata motorista na BR-163