Menu
Busca terça, 20 de agosto de 2019
(67) 9860-3221

Macrorregião de Dourados recebe R$ 39,4 milhões para a Rede de Atenção às Urgências e Emergências

08 janeiro 2013 - 16h55

A macrorregião de Dourados é a segunda região de Mato Grosso do Sul a ser contemplada com recursos para o Plano da Rede de Atenção às Urgências. A portaria nº 3.110, publicada pelo Ministério da Saúde no dia 31 de dezembro de 2012, autoriza o repasse de R$ 39,4 milhões destinados a Rede de Atenção às Urgências e Emergências da Macrorregião de Dourados.


Do total de recursos liberados pelo Ministério da Saúde, R$ 14,8 milhões serão aplicados de imediato nos seguintes setores: Custeio de porta de entrada hospitalar de emergência, enfermaria clínica de retaguarda e qualificação de leitos UTI. Serão contemplados os municípios de Dourados, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã, Fátima do Sul e Ivinhema.


Com este novo recurso, assegurado pelo Ministério da Saúde, estado e municípios poderão melhorar a manutenção de diversos setores como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) e a habilitação e a qualificação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24 horas). Está previsto ainda o custeio de salas de estabilização, além de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).


Em agosto, o Ministério da Saúde aprovou por meio da Portaria Nº 1869, a liberação de R$ 82,7 milhões para a Macrorregião de Campo Grande. Os recursos serão divididos entre 18 municípios, sendo eles: Alcinópolis, Aquidauana, Bela Vista, Bonito, Camapuã, Campo Grande, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Dois Irmãos do Buriti, Jardim, Miranda, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Sidrolândia e Terenos.


Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências de Mato Grosso do Sul


Do total de investimentos do Ministério da Saúde em Mato Grosso do Sul, R$ 24,4 milhões serão direcionados para habilitar 113 novos leitos, sendo 61 leitos para retaguarda, 20 para longas permanências, 20 de UTI adulto Tipo II, dois leitos de UTI coronariana e 10 para Acidente Vascular Cerebral (AVC). O recurso prevê ainda a qualificação de 75 leitos no Estado.


Outros R$ 2 milhões de investimento do Ministério irão para ampliação e qualificação do SAMU, quatro Unidades de Suporte Básico (USB). Será habilitada uma nova motolância e uma central de regulação médica. E R$ 7,2 milhões serão investidos na habilitação de duas UPAs e qualificação de uma unidade. Estas unidades são equipadas para realizar atendimentos de complexidade intermediária. As UPAs 24h conseguem resolver até 97% dos problemas dos usuários que as procuram sem necessidade de encaminhamento a um hospital.


Além disso, R$ 5,6 milhões serão investidos em salas de estabilização, qualificação de equipes multiprofissionais e atenção domiciliar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Jennifer Lopez exibe bumbum e esbanja boa forma em novo clique de maiô cavado
ARTIGO
Quando dessecar a braquiária para semeadura da soja?
BRASIL
Chileno aguarda decisão sobre extradição na Superintendência da PF
FUTEBOL AMADOR
Santo Antônio e Panambi estreiam com vitória no Interdistrital
PREVENÇÃO
Operação Impacto III vistoriou entidades de MS com objetivo de coibir desvios de armas e munições
FLAGRANTE
Veículo carregado com contrabando é apreendido
AGENDA
Semana da Justiça pela Paz em Casa terá ações educacionais e mutirão em MS
APARECIDA DO TABOADO
Adolescente é apreendido traficando crack em MS
BRASIL
Bolsa Família começa a pagar R$ 2,6 bilhões para beneficiários
CAMPO GRANDE
Idoso é encontrado morto dentro de casa em bairro da Capital

Mais Lidas

NO PARANÁ
Douradense morre ao ser prensado por caminhão em laticínio
DOURADOS
Acusado de participação no sequestro de família douradense se apresenta à polícia
DOURADOS
Em ato de filiação ao PSL, reitora temporária diz não ter prazo para deixar comando da UFGD
MS-376
Veículo fica completamente destruído e homem morre em acidente entre Vicentina e Fátima do Sul