Menu
Busca sexta, 17 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Ler é uma viagem visita Dourados na próxima semana

03 agosto 2006 - 15h37

Depois de São Paulo e Espírito Santo, agora é a vez das crianças sul-mato-grossenses conhecerem o trabalho do “Ler é uma viagem”, grupo paulista de incentivo à leitura que vai percorrer dez escolas públicas de sete cidades no Mato Grosso do Sul, contando histórias de Hans Christian Andersen, um dos maiores contistas de todos os tempos. O patrocínio é do grupo Enersul Energias do Brasil.O “Ler é uma viagem”, coordenado pela atriz e cantora Élida Marques, surgiu há quatro anos com a intenção de melhorar os baixos índices de leitura do país. Dados da Câmara Brasileira do Livro dão conta de que cada cidadão lê, em média, 1,5 livro ao ano, enquanto na França, só para se ter uma idéia, a média é de sete livros por habitante. “A idéia surgiu do prazer de ler. Não tive uma boa educação literária porque estudei em escola pública”, explica Élida. “Descobri a leitura junto com a música por causa da paixão pelo teatro”.Nos dias 10 e 11 deste mês, o grupo estará em Dourados lendo histórias nas escolas Joaquim Murtinho e Arthur Campos Melo com duas apresentações em cada período.  Neste ano, o “Ler é uma viagem”, que surgiu em 2002 com apenas três integrantes, cresceu e, além das histórias contadas e cantadas, está produzindo um DVD e distribuindo livretos ilustrados pela artista plástica Edith Derdyk.O dramaturgo e diretor teatral José Rubens Siqueira assessorou a pesquisa literária e cênica, e traduziu alguns contos de Andersen. Para ele, o escritor dinamarquês é “talvez o mais importante autor de contos de fadas de todos os tempos. Ele criou sozinho o equivalente a toda uma tradição cultural em contos de fadas”, conclui.E para favorecer ainda mais a atmosfera de sonho e encantamento, os percussionistas Nina Blauth e Pedro Ribeiro, mais o clarinetista Yuri Pinheiro, pesquisaram a sonoridade de cada estória dialogando com os clássicos eruditos e a música popular brasileira. “A música está a serviço do texto. Ele é primordial”, comenta Yuri. “Nós vamos usar a música tradicional brasileira como Andersen buscou o tradicional em seus contos”, completa a percussionista Nina.Em abril e maio, o Ler é uma viagem percorreu dez cidades do interior paulista e em junho mais dez cidades capixabas. Em agosto, o projeto fecha o ciclo Andersen 2006 percorrendo as escolas públicas do Mato Grosso do Sul. Mas a viagem não pára aí. Em 2007 há perspectivas de continuidade: “A gente espera poder desenvolver grupos de leitura que aconteçam uma vez por semana e fazer também workshops com os educadores”, arremata a coordenadora do “Ler é uma viagem”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Sisu abre inscrição na terça e vai aceitar cadastro pelo celular
BRASIL
Regina Duarte é convidada para assumir Secretaria de Cultura
TJ/MS
Justiça determina pagamento de plano de saúde de ex-cônjuge
CAPITAL
Obreiro que estuprou criança nega crime, é indiciado, mas continua solto
CARA NOVA
Ministério da Educação lança novo portal do Sisu na internet
POLÍTICA
Secretário de Cultura Roberto Alvim é demitido após fala nazista
EDUCAÇÃO
Fundect está com edital aberto para 100 bolsas de mestrado e doutorado
SAÚDE
HU aceita voluntários para diagnóstico e tratamento da hiperidrose
DOURADOS
Mulher é trancada no banheiro durante assalto no BNH 3º Plano
ECONOMIA
Atendimento gratuito inicia nesta segunda para ajudar MEI a fazer Declaração Anual

Mais Lidas

DOURADOS
Dono de borracharia sofre ferimentos com explosão ao encher pneu
DOURADOS
Motorista envolvido em acidente com morte no domingo se apresenta à polícia
DOURADOS
Homem é preso por destruir celular em operação deflagrada para esclarecer homicídio
POLÍCIA
Mulher é presa após furtar loja de departamentos em Dourados