Menu
Busca quinta, 21 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Ladrão de tênis é preso no Jardim Água Boa

25 setembro 2017 - 09h08

Renato Valério da Silva, 32, morador em Sanga Puitã, distrito de Ponta Porã, foi detido por populares e preso pela Polícia Militar na tarde de domingo (24), na rua João Damasceno Pires, Jardim Água Boa, em Dourados.

De acordo com o boletim de ocorrência, mãe e filha chegavam em casa, na mesma rua, quando avistaram o rapaz saindo do local com duas sacolas. Em cada uma delas havia par de tênis.

Questionado sobre o que fazia ali, Silva ameaçou as duas com a faca em que estava e fugiu logo depois.
Populares viram a ação e conseguiram segurar o suspeito no cruzamento com a rua Adelina Rogotti.

A Polícia Militar foi acionada e o levou até o 1º Distrito Policial.

Lá, o assaltante negou a ameaça, porém, afirmou ter pegado os tênis do local, mas foi autuado em flagrante por roubo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Homem é executado a tiros em frente a aeroporto na fronteira
ECONOMIA
MS tem saldo de 19,7 mil contratações com carteira assinada em 2019
JUDICIÁRIO
Moraes vota a favor do envio de dados da Receita e do antigo Coaf
MILÍCIA ARMADA
Foragido, hacker preso em SC é transferido para MS após prisão
FUNDECT/SEBRAE
Bolsa de 3 mil reais seleciona candidato para trabalhar com inovação
BRASIL
Número de novo partido Aliança pelo Brasil será 38, diz Bolsonaro
SAÚDE
Galvão Bueno sente mal-estar em Lima e está fora da final da Libertadores
Dois homens sobrevivem após carro capotar e parar a 25 metros em mata
POLÍTICA
Senador alerta para risco do Brasil perder acordo de livre comércio
POLÍCIA
Quadrilha que furtava fazendas nas proximidades de Campo Grande é presa

Mais Lidas

TENTATIVA DE FEMINICÍDIO
Ex esperou mulher chegar de curso para tentar matá-la no Estrela Verá
DOURADOS
Corregedoria abre sindicância para apurar ação da Guarda que terminou em morte
DOURADOS
Secretaria de Saúde contrata pessoal para limpeza com salários de R$ 1 mil a R$ 1,4 mil
JÚRI POPULAR
Primeira tentativa de feminicídio do ano ocorre às vésperas de julgamento por crime de 2018