Menu
Busca domingo, 22 de setembro de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Juiz manda prefeitura exonerar temporários e convocar aprovados em concurso

18 outubro 2017 - 08h59Por Adriano Moretto

A justiça determinou que o município de Dourados nomeie os candidatos aprovados em concurso público de provas e títulos e exonere os servidores temporários contratados. A decisão é do juiz José Domingues Filho após pedido feito pelo MPE (Ministério Público Estadual) que ajuizou ação através do promotor Eteocles Brito Mendonça Dias Júnior, da 16ª Promotoria de Justiça.

De acordo com decisão, o Município fica obrigado a exonerar todos os servidores temporários contratados em vagas puras, bem como de servidores comissionados que estão exercendo funções iguais, equivalentes ou semelhantes à cargos efetivos de professor.

Entre as funções definidas pela ordem judicial estão os professores de língua portuguesa, inglesa, matemática, história, geografia, ciências e educação agropecuária, além de especialista em educação indígena (funções de coordenação pedagógica indígena e supervisão técnica escolar indígena), professor indígena (funções de professor de anos iniciais, professor da educação infantil, professor de língua portuguesa, professor de língua inglesa, professor de matemática, professor de história, professor de geografia, professor de arte, professor de educação física, professor de ciências, professor de língua indígena guarani, professor de língua indígena terena), Pedagoga Indígena (função de pedagoga indígena) e, Professor (função de professor coordenador, professor de artes iniciais, professor de arte, professor de educação física, professor de educação infantil e professor intérprete, objeto dos concursos em referência).

A nomeação, deverá ser de acordo com a respectiva ordem, tanto dos aprovados, quantos os necessários e suficientes para preenchimento das vagas puras ocupadas por servidores temporários, referente às funções iguais, equivalentes ou semelhantes exercidas por comissionados.

O juiz determinou ainda que seja publicada, a cada nova convocação, lista de candidatos aprovados em concurso que manifestaram desistência voluntária, ou foram considerados inaptos à posse, ou seja, aqueles que, independente do motivo, não tiveram sua posse no cargo público concretizada.

O município ainda não se posicionou oficialmente sobre o fato, porém, a determinação deve ser acatada pela prefeita Délia Razuk (PR).

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU!
Luísa Sonza exibe boa forma em passeio de iate e ganha elogios
APOSENTADORIA
Reforma da Previdência pode ser votada em 1º turno nesta terça-feira
PONTA PORÃ
Veículo blindado roubado em São Paulo é recuperado na região de fronteira
FOGO
Helicópteros entram em operação no combate às queimadas no Pantanal
MARACAJU
Homem é preso por receptação e polícia recupera caminhão furtado
ECONOMIA
Termina hoje prazo para cliente da Caixa autorizar saques do FGTS
OPORTUNIDADES
Concursos: 17 órgãos abrem amanhã inscrições para mais de 1.500 vagas
OPERAÇÃO BOCAIÚVA
Ação apreende 11 filhotes de papagaios e aplica multa de R$ 60 mil
MEIO AMBIENTE
Semana da Árvore termina com plantio de mudas no Antenor Martins
FLAGRANTE
Guarda Municipal flagra "festinha social" lotada de menores

Mais Lidas

TRÁFICO
Polícia fecha "boca" e prende mulher seis dias após ela sair da prisão
DOURADOS
Em meio a crise do transporte escolar, responsável pela frota é exonerado
TRAGÉDIA
Criança morre em hospital e polícia investiga estupro de vulnerável
FLAGRANTE
Dupla é presa com espingardas e munições dentro de veículo