Menu
Busca sábado, 21 de setembro de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Liminar impedindo renovação de concessão ameaça manutenção de R$ 106 milhões em investimentos da Sanesul

10 setembro 2019 - 11h54Por Da Redação

O juiz José Domingues Filho atendeu pedido do MPE-MS (Ministério Público Estadual) e barrou a assinatura de contrato que renova por 30 anos a concessão dos serviços de fornecimento de água e coleta e tratamento de esgoto para a Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) em Dourados.

Ele também autorizou a prorrogação desse vínculo contratual por seis meses para evitar prejuízos à população.

O pedido de liminar ameaça a continuidade dos investimentos em saneamento básico na cidade, conforme a estatal.

A proposta de prorrogação por seis meses, em ação movida pelo Ministério Público, é acatada provisoriamente em liminar pelo juiz José Domingues Filho da 6ª Vara Civil, para discutir contrato, e pode gerar impactos negativos como a suspensão dos investimentos que estão em execução e, num segundo momento, a negativa de qualquer nova linha de financiamento que a empresa queira contratar para investir nos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário. Isso em razão de não haver uma concessão definida que assegure o equilíbrio econômico e financeiro dos contratos firmados pela Sanesul.

Atualmente, estão em execução R$ 109,5 milhões em obras que podem ficar comprometidas com a decisão, motivo de preocupação para a Sanesul, que desde já faz as tratativas com colaboradores, contratados e fornecedores que se preocupam com a instabilidade financeira econômica que esta situação de precariedade contratual expõe todos os agentes envolvidos na operação do saneamento básico do município.

A Sanesul, desde o início do ano de 2019, vem tratando da renovação da concessão dos serviços de saneamento com Dourados, no âmbito do poder legislativo e também com o executivo municipal. Para isso o município criou uma comissão especial para encaminhar as tratativas de seu interesse, trabalho que resultou em várias reuniões e uma série de sugestões que foram utilizadas na celebração do Contrato de Programa, validado não só pelo corpo jurídico da estatal como pelo do Município.

O processo de renovação de concessão aconteceu em várias etapas, sendo que a Sanesul cumpriu com todos os aspectos legais. A Lei Autorizativa foi votada e aprovada por unanimidade na Câmara de Vereadores, a audiência pública aconteceu e todos os atos foram públicos e acompanhados por uma comissão específica.

"A Sanesul entende que há uma divergência de interpretação referente ao processo de renovação, mas está segura de que todos os trâmites foram obedecidos, e irá tomar as medidas legais aplicáveis, para assegurar o que entende como legitimidade de renovação da concessão".

Conforme a empresa, foi apresentado plano de investimentos que serão aplicados integralmente na ampliação do Sistema de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário, no valor de R$ 154,5 milhões de reais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
Traficante de aves foge da polícia ao ser flagrado tentando furtar filhotes de papagaio
MÚSICA
Batalha de Bandas acontece neste sábado na Capital
ITAPORÃ
Durante ação voltada ao meio-ambiente, maconha é encontrada às margens de rodovia
BRASIL
Governo libera quase R$ 800 milhões em emendas parlamentares
GP DE SINGAPURA
Leclerc desbanca Hamilton e Vettel na última volta para conquistar a pole
MUDANÇA
Entenda as novas regras para conduzir as motos 'cinquentinhas'
TRAGÉDIA
Menina de 8 anos morre vítima de bala perdida no RJ
LOTERIA
Mega pode pagar prêmio de R$ 38 milhões hoje
AQUIDAUANA
Caçador é preso com cateto abatido e pescado fora da medida
FLAGRANTE
Dupla é presa com espingardas e munições dentro de veículo

Mais Lidas

SETEMBRO AMARELO
Sem perceber sinais, Silvânia perdeu a filha e hoje reconhece a necessidade da escuta
BARBÁRIE
Após matar criança afogada, pai ligou para ex e inventou sequestro
POLÍCIA
Jovem é executado por pistoleiros em Ponta Porã
DOURADOS
Bêbado é preso após bater carro e derrubar muro