Menu
Busca terça, 11 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

Instituto Federal é conquista coletiva,diz Geraldo Resende

04 dezembro 2012 - 15h00






A população de Dourados vai ter, nos próximos anos, mais uma grande conquista no setor educacional, possibilitando formação de obra qualificada para o mercado de trabalho em vários segmentos: uma unidade do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). Essa vitória é resultado de uma luta que vem sendo travada há mais de seis anos pela bancada federal, na atual e na legislatura anterior.


As afirmações são do deputado federal Geraldo Resende, durante audiência pública realizada segunda-feira (3) na Câmara de Vereadores, com a presença do prefeito Murilo Zauith, do reitor do IFMS Marcus Aurélius Stier Serpe, da Pró-Reitora de Ensino e Pós Graduação Marcelina Teruko Fujii Maschio, deputado estadual Laerte Tetila, presidente da Câmara de Vereadores Idenor Machado, vereadores Albino Mendes e Elias Ishy, entre outros, além de diversas lideranças classistas e políticas, empresários, professores e outros segmentos.


“Da mesma forma que a luta pela implantação da UFGD, a conquista de uma unidade do Instituto Federal é uma iniciativa que vai mudar radicalmente o perfil econômico em nossa cidade, assim como ocorreu em outras regiões do país”, afirma Geraldo Resende. “Estávamos certos quando, desde 2006, engajamos nesta luta”.


Os cursos

A audiência pública serviu para extrair um indicativo de cursos que poderão ser ofertados na unidade local, sendo quatro técnicos (Edificações, Automação Industrial, Metalurgia e Designer de Produtos) e três superiores (Fabricação Mecânica, Produção em Vestuário e Produção Moveleira).


Essas indicações são resultado de um levantamento que foi feito pela Secretaria de Indústria e Comércio do Município, junto a instituições de apoio e ensino nas áreas de indústria e serviços, como Sebrae, Senai, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), entre outras.


Durante a audiência, o prefeito Murilo Zauith explicou que a unidade do IFMS em Dourados vai ser construída em área de 50 mil metros quadrados, na região do Jardim Canaã I, cujo terreno foi adquirido pelo Município ao custo de R$ 500 mil. A construção do prédio vai demandar investimentos da ordem de R$ 7 milhões e as obras deverão ter início no primeiro semestre do ano que vem, com previsão de término em 2014.


A conquista da unidade de Dourados faz parte de um pacote lançado pela Presidente Dilma Roussef em agosto do ano passado, dentro da terceira fase do Plano de Expansão da Rede Federal de Educação. Para Mato Grosso do Sul, também foram incluídos, nesta etapa, os municípios de Naviraí e Jardim.

Na ocasião, a presidente garantiu que até 2014 serão inauguradas quatro novas universidades federais, no Norte e no Nordeste; 47 novos campi a partir da expansão de universidades já existentes, além de 208 novas escolas técnicas em 200 municípios, visando atender 1,2 milhão de alunos nas universidades federais e outros 600 mil, nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORRUPÇÃO
Desembargadora Tânia Borges é alvo de novo processo no CNJ
PETRECHO PROÍBIDO
Ambiental apreende 200 metros de redes de pesca no Rio Paraguai
AEM/MS
Agência realiza fiscalização de brinquedos para o Natal em Dourados
CRIME AMBIENTAL
Dois são autuados com capivara que tinham acabado de abater
QUASE
Avião agrícola cai em lavoura e fica destruído; piloto ficou ferido
PROCESSO SELETIVO
Sesc abre vagas de professor temporário com salários de R$ 4,9 mil
BORORÓ
Adolescente morre afogado quando se banhava com amigos em lagoa
PRIVILÉGIO
Comissão da Câmara aprova restrição de foro a chefes dos três Poderes
DOURADOS
Juiz concede liberdade a mulher de contador preso na Pregão
DOF
Veículo roubado em São Paulo é recuperado carregado com droga

Mais Lidas

DOURADOS
Contador e esposa são presos na segunda fase da Operação Pregão
DOURADOS
Polícia prende acusado de agredir e esfaquear idosa em assalto
DOURADOS
Criança morre no HV três dias após ser atropelada na Cachoeirinha
DOURADOS
Justiça negou pedido de restituição do cargo a ex-contador da prefeitura um dia antes de sua prisão