Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA LOCAL

Inadimplência em Dourados tem recuo de 1,1% em setembro

06 novembro 2017 - 13h35Por Guilherme Pires

De acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (06), pelo SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), em setembro, se comparado ao mês de agosto, o número de inadimplentes em Dourados teve um recuo de 1,1%, o que significa um fôlego para a economia local. 

Porém no acumulado, o número de devedores aumentou, chegando a 1,7%, já em comparação com setembro do ano passado, o indicador apontou elevação de 9,5%.

Recuperação de crédito

O recuo apresentado no início da reportagem e como mencionado, é positivo para a economia de Dourados. No acumulado do mês, o aumento foi de 7,2%. 

Já em comparação com setembro de 2016, o aumento foi de 16,2%, ou seja, apesar da crise que ainda afeta o Brasil, Dourados segue dando sinais de melhora para o mercado.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Homens são presos ao tentarem levar adolescentes para se prostituir
NÚMEROS DA TRAGÉDIA
Brasil registra 881 novas mortes por Covid e total chega a 144.767
DEFINIDO
Bolsonaro anuncia indicação de Kassio Nunes Marques a vaga no STF
48 HORAS
Salles terá que explicar ao STF decisão que tirou proteção de manguezais
CRIME AMBIENTAL
Homem é autuado por derrubar árvores para exploração da madeira
DOURADOS
Polícia fecha entreposto de droga, prende cinco e um é baleado
SAPUCAIA
Ex policial é assassinado a tiros de 9mm na região de fronteira
JUSTIÇA
Concessionária deve indenizar caminhoneiro por acidente na BR-163
CAMPO GRANDE
Homem é preso com mandado de prisão em aberto por pena de 20 anos
PROMOÇÃO
Veja quem são os ganhadores do 1º sorteio da Campanha Explosão de Prêmios Abevê 2020

Mais Lidas

DECIBÉIS
Operação do Gaeco mira fraudes em licitações e cumpre cinco mandados em Dourados
INVESTIGAÇÃO
Policiais do Gaeco fazem nova operação em Dourados
CAPITAL
Mulher com mandado de prisão em aberto é executada com oito tiros
DOURADOS
Gaeco deixa edifício com documentos apreendidos após mais de 5h