Menu
Busca terça, 20 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
VIOLÊNCIA URBANA

Homem é assassinado na frente da namorada em Dourados

04 junho 2015 - 07h30

Washington Varela dos Santos, 23, morador no Jardim Santo André foi assassinado com três tiros na madrugada desta quinta-feira (4) na saída de uma boate localizada na rua Albino Torraca, entre as ruas Onofre Pereira de Matos e Joaquim Teixeira Alves, região central de Dourados.

De acordo com as informações apuradas no local, por volta das 3h30 a vítima deixava o local na companhia da namorada, quando acabou surpreendido por um homem que efetuou vários disparos contra o rapaz.

Três tiros acertaram Washington no rosto, cabeça e peito. Em seguida o suspeito entrou em um taxi e fugiu.

O Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) foi acionado, porém, ao chegar no local, constatou o óbito. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial e será investigado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Mulher vai a casa do ex e encontra corpo em avançado estado de decomposição
CAMPO GRANDE
Homem encontrado morto é ex-superintendente do governo Puccinelli
NOVO GOVERNO
Após Tereza Cristina na Agricultura, Bolsonaro confirma Mandetta para Ministério da Saúde
ITAPORÃ
Jovem encontrado sob mangueira foi morto com um tiro na cabeça
EDUCAÇÃO
IFMS inicia atendimento presencial para certificação do ensino médio
SAÚDE
‘Cassems Itinerante’ leva atendimento a três cidades no próximo fim de semana
CAPACITAÇÃO
IEL inicia curso sobre uso das redes sociais na vida profissional
CIRCUITO BRASILEIRO
Etapa open do Volêi 2018/2019 terá três atletas de MS na disputa
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Mulher é presa após ameaçar a mãe idosa
CORUMBÁ
PF desarticula esquema de facilitação de entrada de estrangeiros no Brasil

Mais Lidas

DOURADOS
Antes de ser assassinado, homem passou por ‘tribunal do crime’
DOIS MESES DEPOIS
Acusados de matar rapaz em Dourados serão apresentados hoje
BORORÓ
Adolescente morre ao tocar em cerca elétrica em Dourados
MARCELO PILOTO
Traficante brasileiro é expulso do Paraguai após matar mulher em cela