Menu
Busca terça, 16 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Municípios da Grande Dourados recebem R$ 39 mi para saúde

03 janeiro 2013 - 12h25

#####Assessoria


O Ministério da Saúde vai destinar R$ 39 milhões para 18 municípios da região da Grande Dourados. O aporte financeiro será destinado para os setores de urgência na saúde pública e garantem a implantação de serviços como Samu, atenção domiciliar, atenção hospitalar, salas domiciliares e implantação de UPAs (Unidade de Pronto Atendimento – 24h). O investimento está previsto na portaria 3.110 de 2012 publicada no Diário Oficial da União no dia 31 de dezembro e foi garantido através da atuação da Secretaria Estadual de Saúde e da intervenção política do deputado federal Geraldo Resende (PMDB).

Estão contemplados com a portaria as cidades de: Dourados (R$ 18,5 milhões), Naviraí (R$ 2.9 milhões), Nova Andradina (R$ 4,7 milhões), Mundo Novo (R$ 150 mil), Ponta Porã (6,9 milhões), Fátima do Sul (R$ 1,5 milhão), Ivinhema (R$ 1,2 milhão), Antônio João (R$ 300 mil), Aral Moreira (R$ 300 mil), Caarapó (R$ 300 mil), Coronel Sapucaia (R$ 300 mil), Iguatemi (R$ 300 mil), Japorã (R$ 300 mil), Juti (R$ 300 mil) Laguna Carapã (R$ 300 mil) Mundo Novo (R$ 300 mil), Paranhos (R$ 300 mil) e Tacuru (R$ 300 mil).

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, os municípios deverão, a partir do recebimento desses recursos garantirem a ativação de serviços que auxiliem no setor de urgência e emergência. A previsão é de que até 2014 estes serviços estejam em funcionamento nos municípios contemplados com a portaria.

Em Dourados, os recursos serão destinados para a aquisição de equipamentos nos hospitais e manutenção da rede de atendimento. O Hospital da Vida passará por ampliação e reforma, além de melhorar a oferta de leitos. Para o deputado federal Geraldo Resende, os investimentos garantem melhorias significativas ao usuário do Sistema Único de Saúde (Sus). O parlamentar ficou responsável por lutar em Brasília para a aquisição dos recursos junto ao Ministério da Saúde.

“Em agosto de 2012 o Ministério da Saúde publicou a aprovação da 1ª etapa do plano de Ações contemplando apenas as macrorregiões de Campo Grande e Corumbá. A partir daí, a secretária de Estado de Saúde, Beatriz Dobashi, juntamente com lideranças políticas de Dourados, como o prefeito Murilo Zauith nos deu a incumbência de lutar para que o município também fosse contemplado. Em Brasília nos reunimos com o Ministro Alexandre Padilha e com o Secretário de Atenção à Saúde Helvécio Magalhães, levando nossa frustração ao fato de Dourados e região não ter sido contemplada com a proposta e enfatizando a importância desses investimentos para o alívio da situação crítica que enfrentam os hospitais de urgência que são referencia nestas regiões. O Ministro nos atendeu prontamente garantindo a inclusão de Dourados na segunda etapa. Foi o que aconteceu. Estamos muito felizes em poder contribuir com mais este presente para Dourados e região na área da saúde, que é a minha principal bandeira de luta”, destaca Geraldo, que é médico por formação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018
Reinaldo vai ao TRE, que propõe campanha sobre erros na urna
SELEÇÃO
Guarda Mirim de Dourados abre inscrições para a quarta turma
SAÚDE
SUS vai oferecer novo medicamento contra hepatite C
CAMPO GRANDE
Trabalhador morre ao cai do telhado e bater a cabeça em proteção
AGRICULTURA FAMILIAR
Senado aprova MP que permite renegociação de dívidas rurais
TJ/MS
Justiça manda igreja devolver valor de automóvel doado por fiel
ECONOMIA
Dólar fecha em queda com busca por risco no exterior e cena eleitoral
BR-267
Polícia apreende quase 100kg de maconha dentro de veículo
BRASIL
Correios fecham 41 agências a partir de hoje; duas delas em MS
EDUCAÇÃO
Inscrições prorrogadas para fiscais externos dos vestibulares da UFGD

Mais Lidas

DOURADOS
Família busca notícias de mulher que abandonou carro e embarcou na rodoviária
JARDIM MONTE LÍBANO
Policiais douradenses são presos por assalto a família
DOIS DIAS DEPOIS
Servidora pública é encontrada nos fundos de residência que estava para alugar
DOURADOS
Cinco anos após crime, acusados pela morte de vendedor douradense vão a júri popular