Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020
(67) 99659-5905

Geraldo entra com representação contra a Prefeitura de Dourados

25 agosto 2006 - 08h51

O deputado federal Geraldo Resende (PPS) está cobrando, por meio de uma representação, a ativação do posto de saúde “Dr. Divino Antonio Luiz”, construído no Jardim Carisma, em Dourados, e inaugurado no último dia 2 de junho. O parlamentar tem recebido diversas reclamações de moradores do bairro e redondezas, os quais questionam as razões do não funcionamento e a necessidade de terem que se dirigir ao posto do Jardim Maracanã para serem atendidos.O posto, construído para funcionar como unidade básica de saúde do Programa de Saúde da Família (PSF), está fechado sem nenhum aviso aos usuários e nenhuma explicação por parte da Prefeitura. Os recursos para a construção foram viabilizados pelo deputado Geraldo Resende por meio de uma emenda individual de R$ 120 mil.A unidade tem 143,97 metros quadrados de área construída, num terreno de com área de 2.370,31 metros quadrados, com dependências para sala de espera; recepção; banheiros masculino e feminino; salas de imunização, pré-consulta, consulta, gabinete odontológico, curativos, reuniões; copa; banheiros funcionais masculino e feminino; além área de circulação e varanda. “É triste vermos um estrutura como essa, já pronta, uma obra tão bonita e bem feita sem ser utilizada pelo Poder Público”, lamenta Geraldo Resende, que deverá ingressar com uma representação no Ministério Público, pedindo providências urgentes para a ativação do posto.O deputado afirma que os moradores estão sendo prejudicados pela demora na ativação. “Não quero crer que isso tenha motivação política, ou seja, que isto esteja ocorrendo porque a obra foi viabilizada por um deputado da oposição. O certo é que a população não pode pagar pela omissão do Poder Público”, defendeu Geraldo. Acompanhe o que diz um trecho da representação protocolada ontem (23):(...)“Os moradores desses bairros necessitam com urgência da ativação da Unidade de Saúde da Família, tornando mais fácil o acesso à dessas pessoas a médicos, enfermeiros, remédios e programas governamentais que visem a redução de doenças, melhorando a qualidade.Os  bairros que seriam beneficiados pela Unidade de Saúde da Família encontram-se distantes do centro da cidade, e, por conseqüência, dos demais Postos de Saúde e Hospitais do município, dificultando o acesso dessas comunidades aos serviços públicos de saúde, pondo em risco a integridade das pessoas.Não bastasse o prejuízo para a saúde da população próxima ao posto de saúde, os prejuízos são também de ordem financeira, atingindo o erário público, pois, caso a obra fique inutilizada, o tempo e a ação de vândalos a destruirá, pondo por fim a aspiração da comunidade.(...)

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
MS renova compromisso pelo fim do sub-registro e acesso à documentos
CAPITAL
Polícia divulga WhatsApp para denúncias sobre carro usado em sequestro
ARTICULAÇÕES
Planalto tira Carla Zambelli e bolsonaristas de vice-liderança na Câmara
ACIDENTE
Piloto de avião que caiu em Camapuã é transferido de UTI aérea para SP
CAARAPÓ
Mulher encontrada morta é identificada e perícia descarta feminicídio
JUDICIÁRIO
TJ/MS prorroga suspensão de prazos de processos físicos até 30 de outubro
FURTOS
Após fugir da Unei, ‘homem-aranha’ douradense é capturado na Jaguapiru
MARACAJU
Homem encontrado morto na beira de estrada pode ter sido vítima de latrocínio
BRASIL
STF autoriza estados a criar e explorar jogos lotéricos
MATO GROSSO DO SUL
Governo deposita salários de servidores nesta quinta-feira

Mais Lidas

REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Disputa pela prefeitura tem dois milionários e total de bens chega a R$ 13 milhões
CAPITAN BADO
Ataque de pistoleiros a veículo deixa dois mortos na fronteira