Menu
Busca domingo, 26 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Geraldo entra com representação contra a Prefeitura de Dourados

25 agosto 2006 - 08h51

O deputado federal Geraldo Resende (PPS) está cobrando, por meio de uma representação, a ativação do posto de saúde “Dr. Divino Antonio Luiz”, construído no Jardim Carisma, em Dourados, e inaugurado no último dia 2 de junho. O parlamentar tem recebido diversas reclamações de moradores do bairro e redondezas, os quais questionam as razões do não funcionamento e a necessidade de terem que se dirigir ao posto do Jardim Maracanã para serem atendidos.O posto, construído para funcionar como unidade básica de saúde do Programa de Saúde da Família (PSF), está fechado sem nenhum aviso aos usuários e nenhuma explicação por parte da Prefeitura. Os recursos para a construção foram viabilizados pelo deputado Geraldo Resende por meio de uma emenda individual de R$ 120 mil.A unidade tem 143,97 metros quadrados de área construída, num terreno de com área de 2.370,31 metros quadrados, com dependências para sala de espera; recepção; banheiros masculino e feminino; salas de imunização, pré-consulta, consulta, gabinete odontológico, curativos, reuniões; copa; banheiros funcionais masculino e feminino; além área de circulação e varanda. “É triste vermos um estrutura como essa, já pronta, uma obra tão bonita e bem feita sem ser utilizada pelo Poder Público”, lamenta Geraldo Resende, que deverá ingressar com uma representação no Ministério Público, pedindo providências urgentes para a ativação do posto.O deputado afirma que os moradores estão sendo prejudicados pela demora na ativação. “Não quero crer que isso tenha motivação política, ou seja, que isto esteja ocorrendo porque a obra foi viabilizada por um deputado da oposição. O certo é que a população não pode pagar pela omissão do Poder Público”, defendeu Geraldo. Acompanhe o que diz um trecho da representação protocolada ontem (23):(...)“Os moradores desses bairros necessitam com urgência da ativação da Unidade de Saúde da Família, tornando mais fácil o acesso à dessas pessoas a médicos, enfermeiros, remédios e programas governamentais que visem a redução de doenças, melhorando a qualidade.Os  bairros que seriam beneficiados pela Unidade de Saúde da Família encontram-se distantes do centro da cidade, e, por conseqüência, dos demais Postos de Saúde e Hospitais do município, dificultando o acesso dessas comunidades aos serviços públicos de saúde, pondo em risco a integridade das pessoas.Não bastasse o prejuízo para a saúde da população próxima ao posto de saúde, os prejuízos são também de ordem financeira, atingindo o erário público, pois, caso a obra fique inutilizada, o tempo e a ação de vândalos a destruirá, pondo por fim a aspiração da comunidade.(...)

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Mourão inaugura estátua de D. Pedro I em São Paulo
CRIME AMBIENTAL
Paulistano é multado em R$ 21 mil por derrubar mata atlântica em MS
Grupo de Trabalho
Reunião discute combate ao feminicídio em Mato Grosso do Sul
BRASIL
Grupos de estudantes podem agendar visitas às sessões plenárias e das Turmas do STF
ESTADO
MEC aprova 1ª Residência Multiprofissional em Saúde da Família da UEMS
BRASIL
Chuvas em Minas Gerais já fizeram 7 mortos
CONTRABANDO
Casal é preso com mais de R$ 400 mil em relógios e celulares
POLÍTICA INTERNACIONAL
Brasil e Índia assinam acordos em tecnologia, energia e segurança
CAPITAL
Homem é atacado por pitbull em praça quando brincava com os filhos
TRÁFICO DE DROGAS
Cocaína apreendida em Ponta Porã seria levada para Brasília

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Pai e filha moradores de Dourados morrem em acidente no Paraná
DOAÇÃO
Órgãos captados em Dourados vão salvar vidas em três Estados
TRÁFICO
‘Espaço de lazer’ em Dourados era usado para guardar drogas e abrigar fugitivos
DOURADOS
Assassinato na Vila Rosa aconteceu por ciúmes durante manutenção em porta