Menu
Busca domingo, 18 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
ESTIMATIVA

Gasolina deve sofrer novo reajuste até dezembro

02 julho 2015 - 13h00

A gasolina pode sofrer mais um reajuste nos próximos meses e os consumidores terão que apertar novamente o orçamento por conta do aumento. A informação é do novo presidente da Petrobrás, Aldemir Bendine em entrevista ao jornal Folha de São Paulo de quarta-feira (01).

A medida, caso seja confirmada, pode elevar ainda mais o preço do litro em Dourados, cidade com um dos valores da gasolina mais caros do Estado, de acordo com pesquisa desta semana da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível). A média no município é de R$ 3,614. A cidade com o valor mais caro é Corumbá com R$ 3,668.

De acordo com o jornal, o presidente disse que não tem como garantir que não haverá o reajuste, assim como também não especificou ao certo quando irá ocorrer e de quanto seria. O último deles aconteceu em novembro de 2014 e em janeiro de 2015 os consumidores já sentiram no bolso a diferença. "Não dá para garantir que não haverá", disse em entrevista a folha.

O reajuste foi mediante a elevação do PIS (Programa de Integração Social) e o Confins (Contribuição para Financiamento da Seguridade Social). Os aumentos nas taxas foram de R$ 0,22 para a gasolina e R$ 0,15 para o diesel, em média, para as distribuidoras o que acarretou um aumento maior para o consumidor.

Desde que assumiu o cargo em janeiro deste ano, Benedine, vem atuando para inverter a situação em que se encontra a companhia, desde o início da ‘Operação Lava Jato’ e a descoberta do desfalque na Petrobrás, que gerou um escândalo e um rombo nos cofres públicos.

Na entrevista ele garante que o governo não tem interferência na questão do reajuste e que deve ser feito pelo conselho e não pela presidência da República, assim como se limitou a comentar sobre as empresas da operação Lava Jato.

"Não me cabe comentar. Pessoalmente é vital a empresa ter uma cadeia de fornecedores para conceber seu plano de negócios. Estamos revisando nosso cadastro com previsão de medida protetivas e regras rígidas de controle nos contratos atuais e futuros. Decisões são cruzadas e colegiadas, tudo subirá para o alto escalão. A partir de agora, nenhum contrato ou aditivo será implementado sem as devidas análises e aprovações", disse Benedite.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRANSFORMADOR
Manutenção pode provocar falta de água em todos os bairros de Dourados
VILA VARGAS
Final do 16º Interdistrital de Futebol será realizado neste domingo
FACADAS
Traficante brasileiro mata namorada dentro de cela no Paraguai
TEMPO
Domingo nublado com possibilidade de chuva em Dourados
POLÍTICA
Comissão sobre Escola sem Partido faz nova tentativa de votar relatório
POLÍTICA
Em encontro com Maia e Bolsonaro, governadores defendem votação de projetos para enfrentar crise
ECONOMIA
União já pagou este ano R$ 3,5 bi em dívidas atrasadas dos estados
TRÊS LAGOAS
Homem cai em golpe ao tentar comprar carro na internet
MATO GROSSO DO SUL
Edital para inserção de jovens no mercado de trabalho está aberto até dezembro
Processo visa a seleção de entidades que possam atuar, em parceria com a SED, no acompanhamento de estudantes, matriculados no ensino médio, para a atuação profissional.
TV
Samantha Schmütz celebra papel dramático em 'Carcereiros': 'Porta para o público me ver de uma maneira diferente'

Mais Lidas

DOURADOS
Bandido armado faz arrastão do Flórida ao Centro durante a noite
DOURADOS
Dupla desobedece ordem de parada, é perseguida e acaba presa em flagrante por porte de arma
CAMPO GRANDE
Homem se joga do 9° andar de hotel luxuoso na Capital
NOVA ALVORADA DO SUL
Acidente entre dois veículos termina com dois feridos e BR-163 interditada