Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
CÂMARA DE DOURADOS

Funcionários da Funsaud relatam experiências e pedem mudanças

23 outubro 2019 - 13h20Por Da Redação

A Audiência Pública com o tema “Funsaud: avanço ou retrocesso?” foi realizada na última terça-feira (22) e contou com vários relatos de experiências, além de um extenso debate sobre a situação da instituição, que gerencia o Hospital da Vida e a UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Foram narradas por funcionários às condições de trabalho, desde a parte estrutural, passando pela psicológica até a financeira.

Os profissionais relataram falta de materiais, insumos, a preocupação com a exposição a doenças, além de que estão sem aumento salarial há quatro anos e sem FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). 

O vereador Elias Ishy (PT), lembrou que a população também é afetada pela falta de estrutura, qualidade de trabalho para os servidores e a importância de entender que cada Poder tem sua função. “A do legislativo é fiscalizar, do Executivo é fazer gestão”, diz ele.

Segundo a secretária Berenice Machado, os profissionais precisam acreditar, pois a “Funsaud tem jeito e a mudança virá”. O parlamentar sugeriu como encaminhamento uma audiência com a prefeita, Delia Razuk (PTB), para confirmar o envio de um Projeto de Lei, que é de responsabilidade e prerrogativa da prefeitura, com a modificação de regime, de celetista para estatutário. Os representantes do legislativo municipal endossaram a fala da vereadora Daniela Hall (PSD), que o PL, estando formalmente e legal, se comprometem na votação para aprová-lo.

O evento contou com a presença da defensora pública Mariza de Fátima Gonçalves, de entidades como a Comissão de Saúde da OAB de Dourados, bem como outros legisladores, como o presidente da Comissão de saúde da Assembleia Legislativa, Renato Câmara.  Segundo a advogada, é necessário pedir um estudo técnico para a UPA e o HV e, de acordo com o deputado, precisa ser realizada uma auditoria na Funsaud e o Estado deveria ser envolvido na intervenção. 

“Vamos continuar trabalhando em um movimento crescente chegando ao Governo do Estado e Federal”, afirmou Ishy. Segundo ele, todas as informações da Audiência serão encaminhadas ao Ministério Público Estadual e do Trabalho para avaliação. Além disso, a gravação da atividade está disponível no canal da Câmara no Youtube e uma ATA será publicada em Diário Oficial. 

A proposta da Audiência foi da Comissão de Saúde da Câmara, da qual fazem parte o vereador Ishy - presidente, Daniela - vice e Juarez de Oliveira (MDB) - membro.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAN BADO
Testemunhas escutam tiros e encontram homem executado na fronteira
IMORTAL
Sul-maro-grossense é indicado para Academia Brasileira de Educação Física
BODOQUENA
Homem é preso acusado de estuprar a filha da enteada
CESSÃO ONEROSA
Municípios vão receber dinheiro do leilão do pré-sal até 27 de dezembro
CAPITAL
Responsável por atropelamento com morte se apresenta e fica livre
UEMS
Inscrições ao Mestrado Acadêmico em Letras terminam na próxima semana
CAPITAL
Mulher joga copo de vidro na testa de ex-marido após crise de ciúmes
PROTESTOS
fronteira do Brasil com Bolívia em Corumbá é reaberta após 21 dias
AQUIDAUANA
Pai denuncia escola após filho ser impedido de usar banheiro e defecar na roupa
JUSTIÇA
Concessionária deve indenizar cliente por emplacamento incorreto

Mais Lidas

DOURADOS
Encontrado morto na PED dividia cela com 18 internos em ala comandada por facção
TRÂNSITO
Bêbado invade preferencial e deixa família ferida em Dourados
ENCOMENDADA
Quadrilha desarticulada tinha ordem de facção para roubar seis motos em Dourados
PURIFICAÇÃO
Preso, ex-secretário de Saúde é exonerado do cargo de coordenador do Samu