Menu
Busca segunda, 12 de novembro de 2018
(67) 9860-3221

Fórum busca soluções para a questão indígena de Dourados

20 maio 2011 - 14h36

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por iniciativa do Comitê Executivo do Fórum de Assuntos Fundiários, realiza na próxima semana o seminário “Questões fundiárias em Dourados”. O evento acontece no município, nos dias 25 e 26 de junho, no Centro Universitário da Grande Dourados (Unigran), e tem objetivo de aprofundar o debate e propor soluções jurídicas para a questão indígena no Estado.

A Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) estará presente no evento e mobiliza os produtores para que participem das discussões. “Entendemos a urgência tanto de parte dos proprietários como dos indígenas de buscar uma solução definitiva para a questão, a qual não se resume ao aspecto do litígio territorial”, enfatiza o diretor-secretário da entidade, Dácio Queiroz. O convite para que a Famasul se faça presente no evento foi entregue diretamente à presidência da entidade pelos juízes da CNJ Marcelo Martins Berthe e Antônio Carlos Alves Braga Junior, ambos mediadores de debates no evento.

A primeira atividade do seminário será uma audiência pública com a comunidade indígena da região e proprietários rurais. A programação conta ainda com dois painéis, sendo que o primeiro, com o tema ‘A situação dos guaranis e a demarcação de terras em Dourados’, terá como expositores o sub-procurador geral da república, Eugênio José Guilherme de Aragão e o professor da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Antônio Brand. O mediador será o juiz auxiliar da presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Antonio Carlos Alves Braga Junior.

O segundo painel, com o tema ‘A indenização pela terra nua: uma solução’ terá como expositores o procurador federal da Fundação Nacional do Índio (Funai), Lívio Coelho Cavalcanti, e um representante da Advocacia Geral da União (AGU). O mediador será o juiz auxiliar da presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Marcelo Martins Berthe.

O evento é aberto tanto a membros dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário que atuam na área como a produtores e organizações da sociedade civil que tenham interesse no tema. A inscrição poderá ser feita gratuitamente até 23 de maio pelo portal CNJ (www.cnj.jus.br) ou na sede da Unigran.

Estarão na abertura do evento representantes da Corregedoria Nacional de Justiça, da Fundação Nacional do Índio (Funai), da Advocacia-Geral da União (AGU), do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul (TJMS), Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Assembleia Legislativa e Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3).

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONTRABANDO
Polícia apreende 30 mil pacotes de cigarros em carreta
RESSOCIALIZAÇÃO
Empresas que contratam presos podem se inscrever para conquistar certificação nacional
DOURADOS
Campanha cadastra mais de 30 doadores de medula óssea
PARAÍSO DAS ÁGUAS
Caminhoneiro é preso acusado de estuprar adolescente em matagal
DOURADOS
Lia toma posse hoje e faz juramento na Câmara
ESPORTE
Panambi e abre vantagem para a grande final do 16º Interdistrital
RIBAS DO RIO PARDO
Município é condenado por permitir entrada de menores em festa
DOURADOS
Lar Ebenezer promove baile retrô para comemorar 30 anos
RIO BRILHANTE
Briga por causa de galinha furtada quase termina em tragédia
FUTEBOL DE MS
Ex-Grêmio vai treinar atual campeão estadual em 2019

Mais Lidas

DOURADOS
Dupla é presa após tentar matar homem no Centro e fugir de abordagem pela contra-mão
DOURADOS
Bandido coloca revólver na cabeça de mulher e rouba moto no Água Boa
ÑU VERA
Homem morre em Dourados após bebedeira
TRÁFICO
Homem é preso transportando mais de uma tonelada de maconha em caminhão baú