Menu
Busca Terça, 12 de Dezembro de 2017
(67) 9860-3221
Reveillon - Clube Indaiá
CIENCIAS

Exposição no HU de Dourados leva pesquisa para perto da comunidade

26 Outubro 2017 - 06h59Por Da Redação

Marcando a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, esta quarta-feira, dia 25 de outubro, foi o Dia C da Ciência. A iniciativa é das universidades e dos institutos tecnológicos que desenvolvem pesquisa, com o objetivo de sensibilizar e informar a população que, além de formar recursos humanos qualificados, são responsáveis pela produção de aproximadamente 90% do conhecimento científico no Brasil.
 
Para mostrar à comunidade o conhecimento que é produzido e como esse conhecimento modifica a vida das pessoas, foram montadas exposições em vários espaços públicos em cidades de todo o País. Em Dourados, projetos e resultados de pesquisas desenvolvidas pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) foram apresentados em banners expostos na Praça Antônio João, no Parque dos Ipês, em agências bancárias, no shopping, em supermercados e no HU (Hospital Universitário).
 
Durante todo o dia, na Recepção de Internação e nos Ambulatórios, apresentaram seus trabalhos os grupos de estudos e pesquisa em: Avaliação Farmacológica, Toxicológica e Nutricional de Produtos Naturais; Biotecnologia e Bioprospecção Aplicadas ao Metabolismo (GEBBAM); Epidemiologia e Biologia Molecular aplicadas a doenças infecciosas e parasitárias.
 
Uma das pesquisas, por exemplo, é sobre a utilização da planta pariparoba (ou falso jaborandi) como antitérmico e anti-inflamatório. O estudo está sendo desenvolvido por Maicon Matos Leitão, aluno do mestrado em Ciências da Saúde, na área de Farmacologia. Outro trabalho mostra o resultado da pesquisa que utilizou o barbatimão, planta de uso medicinal popular, no combate à leucemia. “Meu trabalho principal é sobre a utilização dessa planta medicinal do cerrado no combate ao melanoma, que é o câncer de pele, e a eficácia dela com relação à leucemia apareceu como um resultado secundário da pesquisa”, explica Débora da Silva, aluna de doutorado em Biotecnologia.
 
De acordo com o chefe da Divisão de Inovação e Propriedade Intelectual da UFGD, Honorivaldo Albuquerque, todos os trabalhos expostos foram selecionados pela aplicabilidade dos resultados das pesquisas desenvolvidas. A pró-reitora de Pesquisa e Extensão, Kely Picoli, assinala que o evento é uma oportunidade também para os pesquisadores: “É o momento de sair do laboratório, ultrapassar as paredes, e conversar com as pessoas, mostrando como a ciência melhora e vida das pessoas e do País”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ILUMINAÇÃO PÚBLICA
Semsur realiza audiência sobre investimentos, na sexta-feira, em Dourados
CAPACITAÇÃO
Escola Senai da Construção recebe seminário sobre durabilidade de concreto
CRIME AMBIENTAL
Quatro pescadores são autuados em R$ 13 mil pela PMA
DOURADOS
Após reunião, Câmara antecipa devolução do duodécimo à prefeitura
MOMENTO FOFURA
Filha de Bruno Gissoni encanta a internet em foto dormindo
LAR DO IDOSO
Ministério empenha R$ 282 mil para ações no Lar dos Idosos de Dourados
ARMA DE FOGO
Arma abandonada às margens da MS-160 é localizada por policiais
PONTA PORÃ
Veículo com registro de roubo em São Paulo é recuperado pelo DOF
BLITZ
Comissão da OAB/MS promove orientação “Diga não a captação” em INSS
ESTADO
Em MS, empresas envolvidas em corrupção serão impedidas de firmar contratos com o Governo

Mais Lidas

CAPITAL
Mulher morre em acidente na BR-163 e dois ficam feridos
FRONTEIRA
Policial e membros do PCC estariam envolvidos em esquema de cigarros
DOURADOS
Homem morre após ser esfaqueado no Santo André
EDITAL
Escola Vital Brasil abre seleção para bolsas de estudo