Menu
Busca sábado, 21 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

Embrapa divulga estudo sobre chuvas na Bacia do Rio Dourados

19 dezembro 2003 - 12h51

Um projeto de pesquisa recém-concluído por pesquisadores da Embrapa Agropecuária Oeste, instituição vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, estudou as características do regime pluviométrico da Bacia do Rio Dourados. Parte dos resultados deste projeto está sendo divulgada em uma publicação sobre a probabilidade de ocorrência de chuvas nessa bacia. A Bacia do Rio Dourados é composta, em parte ou integralmente, pelos municípios de Dourados, Ponta Porã, Antônio João, Laguna Carapã,  Fátima do Sul, Caarapó, Glória de Dourados, Vicentina, Jateí, Ivinhema e Deodápolis. O projeto foi desenvolvido pelos pesquisadores Carlos Ricardo Fietz, Mário Artemio Urchei e Éder Comunello, sob coordenação do primeiro. Segundo o coordenador do projeto, uma bacia hidrográfica é a unidade geográfica mais favorável para o planejamento integrado e o gerenciamento dos recursos naturais. “A bacia do Rio Dourados, uma das mais importantes de Mato Grosso do Sul, tem como base de sua economia a agricultura, uma atividade fortemente influenciada pela freqüência de chuvas. Daí a importância desse estudo”. Ricardo explica que o comportamento da chuva pôde ser bem definido na bacia. Na publicação, as probabilidades de ocorrência foram determinadas para períodos de dez dias. Para a realização do estudo, os pesquisadores percorreram a região para localizar e disponibilizar para o projeto séries de chuvas diárias, confiáveis e de, no mínimo, dez anos. O estudo foi realizado com base em dados coletados em duas estações meteorológicas e em cinco postos pluviométricos. A análise do comportamento das chuvas é parte dos resultados do projeto “Caracterização da bacia hidrográfica do Rio Dourados, MS”, iniciado em 2000, financiado pela Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de  MS (Fundect). Além da análise das chuvas, estudou-se também a evapotranspiração e o balanço hídrico seriado dos solos. O estudo já gerou outras 11 publicações, além desta. De acordo com Carlos Ricardo Fietz, um dos objetivos da Embrapa Agropecuária Oeste é estudar todas as bacias do Estado. Esta publicação será encaminhada aos profissionais da assistência técnica, empresas de planejamento, cooperativas, instituições de pesquisa e extensão, universidades e também está disponível no site www.cpao.embrapa.br. Informações pelo telefone 67 425-5122 ou pelo e-mail sac@cpao.embrapa.br.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU!
Bianca Bin quebra a web ao publicar foto exibindo parte dos seios
DOURADOS
Universidades executam parceria em Pesquisa com Seres Humanos
POLÍTICA
Deputado estadual é criticado por fazer copia e cola de lei federal
SIDROLÂNDIA
Vazamento de amônia em frigorífico deixa funcionários com sintomas de intoxicação
CURSO
Agepen finaliza a formação de 453 futuros agentes penitenciários
SAÚDE
Estudo revela compostos que podem combater a tuberculose
CULTURA
10º Festival Internacional de Teatro de Dourados começa dia 25
BRASIL
Entenda o que muda com a lei da liberdade econômica
CAARAPÓ
Homem é preso em flagrante transportando maconha em ônibus
2020
Cowboy de Itaquiraí conquista vaga para Jogos Paralímpicos de Tóquio

Mais Lidas

SETEMBRO AMARELO
Sem perceber sinais, Silvânia perdeu a filha e hoje reconhece a necessidade da escuta
BARBÁRIE
Após matar criança afogada, pai ligou para ex e inventou sequestro
DOURADOS
Bêbado é preso após bater carro e derrubar muro
POLÍCIA
Jovem é executado por pistoleiros em Ponta Porã