Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Em meio a crise do transporte escolar, responsável pela frota é exonerado

21 setembro 2019 - 09h15Por Adriano Moretto

A prefeita Délia Razuk exonerou na quinta-feira (19/9) o diretor de departamento lotado na Semed (Secretaria Municipal de Educação), Edinaldo Teixeira Moraes. Ele era responsável pela organização do transporte escolar de estudantes em Dourados. 

Para seu lugar, a chefe do Executivo nomeou Luiz Carlos de Araújo Bitencourt. Tanto a demissão, quanto a nova contratação, já foram publicadas na edição de sexta-feira (20/9) do Diário Oficial do Município. 

A administração tomou a medida após a crise envolvendo o transporte escolar do município, que resultou em protestos por parte de pais e alunos de várias localidades.

Eles reclamam falta de atenção por parte do município, já que boa parte dos veículos estão em manutenção, deixando os estudantes sem aulas.

No dia 11 de setembro, o MPE (Ministério Público Estadual), ajuizou ação civil pública pedindo a aplicação de multa diária de R$ 10 mil a cada ônibus do transporte escolar parado em Dourados. 

Os bairros mais afetados são Sitioca Campina Verde, Sitiocas Ouro Verde, Bonanza I e II, Residencial Campina Verde, Residencial Parizzoto, Chácaras Trevo e Comunidade Vitória (Sitioca Campo Belo).

Na ação, a Promotoria de Justiça pede que os entes públicos “se abstenham de interromper o fornecimento de transporte escolar aos alunos das redes públicas de ensino municipal e estadual, em decorrência das constantes manutenções ou qualquer outras questões administrativas/técnicas, devendo tomar medidas preventivas e emergenciais adequadas para que, acaso seja necessária e indispensável a paralisação de determinado veículo, haja outro(s) à disposição capaz(es) de absorver a demanda, de forma a assegurar o direito ao transporte escolar integral, gratuito e contínuo, sob pena de pagamento de multa diária no valor de R$ 10 mil, por veículo paralisado”.

Ao Dourados News, o procurador-geral do município, Sérgio Henrique Pereira Martins de Araújo, justificou na quinta-feira que a ausência de transporte escolar na região das sitiocas foi motivada pela falta de manutenção na frota própria do município. 

Ele informou que será realizada licitação para contratar empresa que faça gerenciamento e manutenção dos veículos e pontuou que os ônibus do transporte escolar devem voltar a trafegar nas sitiocas em até 20 dias. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

É LEI
Dia Estadual de Combate à Mortalidade Materna é instituído em MS
CAMPO GRANDE
Escolas particulares terão que encaminhar lista de material ao Procon antes de pedidos
SHOWBIZZ
Após 8 anos chega ao fim o casamento de Fernanda Souza e Thiaguinho
POLÍTICA
Câmara decide discutir prisão na 2ª instância após STF marcar julgamento
ITINERANTE
Carreta da Justiça atende as comarcas de Japorã e Juti nesta semana
COTAÇÕES
Dólar fecha em alta em dia de maior cautela no exterior
ITAQUIRAÍ
Inscrições para concurso com salários de até R$ 12 mil são prorrogadas
SELEÇÃO DE BASE
Seleção olímpica é derrotada para o Japão na Arena Pernambuco
CULTURA
Com orquestra de harpas, muita música e dança, 3º Festival Cultural do Chamamé foi destaque em público e negócios
SAÚDE
Dourados cede prédio no 4° Plano para implantação do Hospital do Amor

Mais Lidas

CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
DOURADOS
Clima fica tenso com índios presos em confrontos às margens da Perimetral Norte
MS
Idosa é atingida por jaca durante procissão e precisa ser socorrida