Menu
Busca domingo, 13 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Em investigação sobre salários atrasados, MPE pede balanço financeiro da prefeitura

20 setembro 2019 - 09h42Por André Bento

Acionado por servidores municipais indignados com os atrasos nos salários que persistem pelo menos desde julho deste ano, o MPE-MS (Ministério Público Estadual) requereu um balanço financeiro completo à Prefeitura de Dourados. Além das projeções de receitas e despesas, solicitou “relatório detalhado de todos os contratos decorrentes de certames licitatórios”.

Esse requerimento foi assinado na segunda-feira (16) pelo promotor de Justiça Ricardo Rotunno. Endereçado ao secretário municipal de Fazenda, Carlos Francisco Dobes Vieira, que assumiu esse posto em 2 de setembro, estabelece prazo de até 10 dias úteis para o envio das respostas.

O Dourados News apurou que a 16ª Promotoria de Justiça da comarca requereu da prefeitura “projeção de despesas e receitas mensais municipais, referentes aos anos de 2016, 2017 e 2018; despesas e receitas mensais efetivas referentes aos anos de 2016, 2017 e 2018”, e “projeção mensal de despesas e receitas mensais de janeiro a dezembro/2019”.

Também foram solicitados relatórios detalhados das “despesas e receitas efetivadas de janeiro/2019 até a presente data” e “de todos os contratos decorrentes de certames licitatórios executados ou em execução durante o ano de 2019 (incluindo aqueles com vigência superior a dez/2019), contendo, no mínimo, as seguintes informações: contratado(a), objeto, data de início, previsão de data de término, valor contratado, valor pago mensalmente e natureza da prestação (contínuos ou não)”.

Nesse mesmo procedimento, instaurado em 5 de julho, quando profissionais de enfermagem e odontologia foram ao MPE pedir ajuda por causa de salários atrasados, a prefeita Délia Razuk (sem partido) informou, em ofício datado do dia 24 daquele mesmo mês, que pagaria o índice de poupança como correção monetária aos servidores afetados pelo atraso salarial na folha de junho.

Naquela ocasião, a prefeitura havia escalonado os pagamentos e somente trabalhadores com vencimento líquido até R$ 5.789,00 receberam no quinto dia útil, uma folha de R$ 16,9 milhões. Outros 539 com vencimentos superiores a esse só receberam na semana seguinte, um montante de R$ 4,9 milhões.

Posteriormente, em 7 de agosto, outra investigação foi aberta pela 16ª Promotoria de Justiça, depois que servidores municipais voltaram a queixar-se porque tiveram apenas 44% dos proventos pagos no dia previsto em lei. Nesse procedimento, a própria prefeita foi oficiada, no dia 29, a prestar esclarecimentos.

Em ofício datado de 11 de setembro, o assessor especial da mandatária, Alexandre Mantovani, alegou não ter recebido as respostas solicitadas das secretarias municipais de Fazenda e de Educação, motivo pelo qual solicitou ao promotor de Justiça “dilação de prazo por até cinco dias, para que haja tempo hábil de recebermos a resposta quanto à requisição solicitada, a fim de que se possa subsidiar e instruir a nossa resposta”.

No dia 13 de setembro, ao anunciar que 120 servidores com vencimentos líquidos superiores a R$ 9.853,00 só receberiam após o dia 15, a administração municipal citou afirmação do novo secretário de Fazenda, Carlos Dobes, segundo quem "a Prefeitura já está buscando entendimentos e formas de enfrentar a crise para que nos próximos meses os problemas a respeito do atraso nos salários dos servidores sejam mitigados”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Bebê é sexta vítima de acidente na Via Dutra, sentido Rio de Janeiro
Unicef
26% das adolescentes brasileiras casam-se antes dos 18 anos
MS 42 ANOS
Identidade do Estado revela “Brasil profundo” nas artes plásticas
TUFÃO
Passagem do Hagibis no Japão provoca pelo menos 24 mortes
DOURADOS
Programação do “Outubro Rosa” tem evento no dia 16
FAMOSOS
Em meio aos rumos sobre affair, Grazi faz trilha com Caio Castro
DOURADOS
Universidade levará serviços à Praça Antônio João dia 23
ESTADO
Judiciário fará Semana da Conciliação no início de novembro
CRIME
Caçador foge da PMA, mas abandona moto, rifle e munições e acaba identificado
BRASIL
Após dez dias internado, general Villas Bôas recebe alta hospitalar

Mais Lidas

CONFUSÃO
Homem morre em confronto com a Guarda Municipal de Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
RIO BRILHANTE
Acidente envolvendo carro de passeio e carreta mata motorista na BR-267